Vale a pena fazer mestrado? Veja quando é uma boa opção!

vale a pena fazer mestrado

Investir em educação continuada é o caminho mais promissor para quem tem objetivos de ampliar os conhecimentos, melhorar o perfil profissional e percorrer uma carreira bem-sucedida. Se você também tem essa visão, já deve ter cogitado se vale a pena fazer mestrado

Todos os tipos de pós-graduação enriquecem o currículo e aumentam as chances de conseguir uma boa colocação no mercado. Nesse sentido, o mestrado tem um peso e tanto quando se trata de subir degraus na trajetória de desenvolvimento pessoal e profissional. 

Neste post, você poderá avaliar se vale a pena fazer mestrado. Entenda várias questões relacionadas ao assunto e descubra se essa pós-graduação tem a ver com os seus objetivos profissionais e acadêmicos.

Continue a leitura agora mesmo!

O que é mestrado? 

Mestrado é uma pós-graduação do tipo stricto sensu. Isso significa que é um curso que explora o conhecimento de uma forma mais estreita e aprofundada. Para isso, sua duração é de até 2 anos, enquanto os cursos do tipo lato sensu — as conhecidas especializações e os MBAs — podem durar menos de 1 ano. 

Enquanto as especializações são voltadas para o exercício profissional, a finalidade do mestrado é aprofundar o conhecimento acerca de um tema de interesse acadêmico. A partir disso, o aluno pode seguir carreira nas áreas de pesquisa e docência. 

Há também a opção do mestrado profissional, que tem semelhanças com o mestrado acadêmico em termos de duração, conhecimento aprofundado, metodologia de pesquisa e avaliação. No entanto, é focado em técnicas que preparam o aluno para atuar no mercado de trabalho. 

Ao fim do curso de mestrado, tanto o acadêmico quanto o profissional, é necessário apresentar uma dissertação para concluir a pós-graduação e receber o título de mestre. O aluno não precisa abordar um tema inédito, mas deve comprovar que tem habilidade para desenvolver pesquisas científicas. 

Qual a diferença entre mestrado e doutorado? 

Aproveitando o tema, vamos esclarecer a diferença entre essas duas formações. Ambos são cursos de pós-graduação do tipo stricto sensu e destinados a quem tem o objetivo de atuar como pesquisador e docente do ensino superior — assim como no mercado de trabalho, caso siga a modalidade profissional. 

É comum fazer o mestrado primeiro, depois o doutorado. Entretanto, alunos que já passaram por iniciação científica na faculdade ou que têm profundo contato com a área de conhecimento que pretendem desenvolver com a pós-graduação, além das outras exigências para o ingresso, podem tentar diretamente o doutorado. 

Os requisitos também diferem para ingressar nesses cursos. Por exemplo, para o mestrado é requerido ter fluência em um outro idioma, normalmente o inglês, enquanto para fazer o doutorado são necessárias duas línguas estrangeiras. 

O tempo de duração é maior no doutorado, sendo preciso estudar por até 4 anos para concluir o curso, que é finalizado com a defesa de uma tese — uma pesquisa que aborda um tema ou método inédito, com relevância científica e acadêmica, que possa contribuir para o avanço da ciência. 

Quando e por que vale a pena fazer mestrado? 

O mestrado é indicado para pessoas que concluíram a graduação e querem continuar sua formação acadêmica, aprofundar temas específicos relacionados à sua profissão e ampliar as oportunidades de carreira. 

Vale a pena fazer mestrado quando você percebe que esse grau de formação é relevante para o seu desenvolvimento profissional, mas também vale pelo simples fato de querer obter mais conhecimento. 

Com o curso de mestrado, você aumenta o seu repertório teórico, tornando-se especialista em uma área de estudos. Assim, você poderá transmitir o que sabe e contribuir para o ensino superior de outros jovens, em vários cursos de graduação. 

Por exemplo, quem faz um mestrado em Matemática, pode ministrar aulas de disciplinas correlatas em todas as graduações das ciências exatas, incluindo as engenharias e os cursos da área de tecnologia. 

Também vale a pena fazer mestrado para ter acesso a novas técnicas de trabalho e melhorar seu desempenho profissional. Essa formação pode, ainda, trazer novas oportunidades, permitir uma nova carreira e, claro, melhorar a remuneração. 

Além dos ganhos profissionais, vale a pena fazer mestrado para o aperfeiçoamento das habilidades e o crescimento pessoal. Afinal, aumentar os conhecimentos fortalece o pensamento crítico e garante um olhar mais questionador e analítico. 

Em resumo, vale a pena fazer mestrado quando os seus objetivos incluem: 

  • ser um especialista na área; 
  • ser um professor do ensino superior; 
  • melhorar a remuneração; 
  • ter novas oportunidades; 
  • fortalecer o pensamento crítico; 
  • acessar novas técnicas de trabalho; 
  • seguir uma nova carreira. 

Como é o processo para ingressar em um mestrado? 

Por fim, chegamos às informações que não poderiam faltar neste post: como fazer o mestrado, qual é o processo necessário e quais são os requisitos para ingressar nesse tipo de pós-graduação. 

Não há um sistema unificado como na graduação, isto é, as exigências podem variar de acordo com a instituição de ensino, mas existem três pontos que sempre são requeridos:

  • ter concluído a graduação; 
  • conhecer outro idioma, tendo fluência suficiente para ser aprovado na prova de proficiência; 
  • apresentar um tema para o projeto de pesquisa que será desenvolvido durante o mestrado. 

A presença em eventos científicos e a participação em artigos publicados também contam para melhorar o currículo acadêmico do candidato ao curso de mestrado — inclusive, podem ser pontos exigidos por algumas instituições. 

É interessante que o futuro aluno de mestrado procure um professor para ser seu orientador, antes de tentar ingressar. Pode contar com um docente de sua época de faculdade ou encontrar nomes na Plataforma Lattes ou no próprio site da instituição onde pretende fazer o curso. Esse profissional ajudará na definição de um tema relevante para pesquisa. 

As etapas para ingressar no curso incluem análise do currículo, prova de língua estrangeira e a entrevista na instituição para que o projeto de pesquisa seja analisado quanto à relevância do tema escolhido. 

Com tudo o que vimos neste post, fica claro que vale a pena fazer mestrado e há muitos motivos para isso. No entanto, você também pode avaliar as vantagens de uma pós-graduação lato sensu que tem um amplo leque de cursos de especialização e MBA. 

Para acompanhar mais informações sobre cursos e profissões, siga nossas páginas nas redes sociais! Estamos no LinkedIn e no YouTube

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0