Síndrome do impostor: o que é e como se livrar desse sentimento

sindrome do impostor
Powered by Rock Convert

Como você se sente ao receber um elogio? Se isso traz muito desconforto e a sensação de que você é uma fraude e não merece os méritos de suas próprias conquistas, esse é um grande indício da síndrome do impostor.

Esse é um problema que é capaz de desenvolver diversos transtornos psicológicos, por isso precisa de muita atenção. Além disso, o sentimento de impostor interfere no desempenho na faculdade e na tentativa de encontrar um estágio ou o primeiro emprego.

Por esse motivo, é fundamental apostar no autoconhecimento para se desvencilhar dos sentimentos causados pela síndrome do impostor e ter a oportunidade de investir em seu desenvolvimento profissional. Neste post, trouxemos algumas informações importantes sobre o assunto. Confira!

O que é a síndrome do impostor?

Ainda que a síndrome do impostor não esteja dentro da categoria de distúrbios psicológicos, ela é a causadora de diversos problemas, inclusive contribui para o desenvolvimento de doenças como a depressão e ansiedade.

Desse modo, é possível categorizá-la como uma desordem psicológica que é capaz de interferir na vida de várias pessoas, independentemente de idade, gênero e estilo de vida. Basicamente, esse problema faz com que uma pessoa não se sinta merecedora das suas próprias realizações, passando pelos âmbitos pessoais, acadêmicos, profissionais, entre outros.

Sorte, interferências externas, fraudes, ajuda de outras pessoas, todos esses são fatores atribuídos por uma pessoa que sofre com a síndrome do impostor diante de uma conquista, mas raramente o seu próprio esforço.

Por conta disso, é comum que indivíduos que se identificam com essa descrição apresentem diversos sentimentos negativos, como os que vamos citar a seguir!

Medo de exposição

Quem tem a síndrome do impostor teme estar em lugar de muita visualização, pois isso traz vulnerabilidade aos julgamentos de outras pessoas. Por ter dificuldade de lidar com críticas, o indivíduo prefere passar despercebido, para se sentir mais protegido.

Esse medo de exposição pode interferir a ponto de fazer com que uma pessoa evite sair muito de casa, não se arrisque a desenvolver a carreira e dê preferência por tarefas mais simples, que não envolvam muitos elogios ou críticas.

Autocobrança excessiva

O fato de não achar que merece uma conquista é um dos fatores para que surja a autocobrança excessiva. Por acreditar que não se esforçou o suficiente, o indivíduo vai sempre ter um olhar perfeccionista sobre tudo o que faz para, assim, justificar as próprias conquistas ou achar razões para confiar no sentimento de inferioridade.

Essa autocobrança excessiva pode levar a dois caminhos: o de sempre tentar agradar a todos ou o de não concluir as atividades por não se sentir capaz de fazê-las com a perfeição que gostaria. Esses comportamentos favorecem muito o desenvolvimento da Síndrome de Burnout e de transtornos de ansiedade.

Autossabotagem

Falando de uma das consequências da autocobrança excessiva, a autossabotagem é uma ótima descrição. Ela surge quando o medo de fazer algo que possa ser visto como fracasso ou imperfeição se torna maior do que a vontade de ir em busca dos objetivos.

Sendo assim, a pessoa com síndrome do impostor frequentemente sequer tenta começar uma tarefa que possa levar ao julgamento de outras pessoas ou ao sentimento de fracasso. Isso acaba impedindo de aprender novas coisas e de se arriscar em novas jornadas para diversas áreas da vida.

Powered by Rock Convert

Baixa autoestima

Uma das principais causas da síndrome do impostor é a baixa autoestima. O sentimento de inferioridade em relação às outras pessoas faz com que o indivíduo perca a afeição por si próprio, criando uma autoimagem cada vez mais negativa.

Procrastinação excessiva

A sensação de insuficiência e o medo do julgamento também levam uma pessoa a adiar o momento de começar a fazer as próprias obrigações. Em casos muito sérios, até atividades simples do dia a dia, como ir ao mercado ou tomar um banho, podem ser prejudicadas.

Por que esse sentimento surge?

Existem diversos fatores que podem acarretar o surgimento dessa desordem psicológica. Um deles é a cultura das cobranças sociais. Desde pequenos, crescemos aprendendo que, após o fim do Ensino Médio, é preciso ingressar em um curso superior, conseguir um emprego bem-sucedido, construir uma família, conquistar uma casa e um carro próprios, dentre várias outras metas que são estabelecidas pela sociedade, apesar de não serem condizentes com a realidade e com os desejos de muitas pessoas.

Além de depender de inúmeros fatores para serem alcançadas, essas metas nem sempre são pessoais. No entanto, por pressão social e da própria família, um indivíduo se depara com esse contexto e se sente ameaçado apenas pela ideia de não conseguir (ou não querer) ir em busca desse caminho tradicional.

Pessoas que crescem recebendo muitas cobranças familiares, assim como as que percebem que os pais apresentam altas expectativas para o futuro dos filhos, são mais propensas a sofrer com a síndrome do impostor.

Indivíduos que passaram por situação de bullying na infância, tendo as suas habilidades subestimadas, podem aceitar essas críticas como uma verdade para a própria vida, passando a ter o mesmo comportamento com eles mesmos.

Como se livrar da síndrome do impostor e obter mais realização?

Quem tem sentimentos de síndrome do impostor não precisa passar por isso pelo resto da vida. Existem muitas maneiras de superar esse problema e cultivar mais bem-estar e autoaceitação. Veja algumas dicas abaixo!

Mudança de pensamentos

Mudar a maneira de enxergar é um dos primeiros passos para enfrentar as emoções negativas causadas pela síndrome do impostor. No entanto, esse não é um processo rápido, e respeitar o próprio ritmo é fundamental. Tente começar sempre apontando um ponto positivo quando os pensamentos estiverem focados naquilo que você fez de errado ou no medo da crítica.

Novos hábitos

Adotar hábitos saudáveis vai ajudar a ter mais bem-estar no dia a dia, o que é imprescindível para fortalecer a saúde mental. Assim, é possível se empenhar ainda mais para superar a síndrome do impostor.

Apoio da psicoterapia

Contar com a ajuda de profissionais da Psicologia é outro passo muito importante. Por meio da psicoterapia, é possível se conhecer melhor e identificar estratégias para encontrar o amor-próprio que existe dentro de você.

Expressão dos sentimentos

É importante deixar que os seus sentimentos fluam. Expressar-se por meio de palavras, pintura, desenhos, dança, música, entre outras formas, é uma estratégia para aliviar o turbilhão de pensamentos.

Ao entender como é possível cuidar da saúde mental e investir no bem-estar, você vai conseguir fazer com que a síndrome do impostor não interfira mais nos seus objetivos. Isso vai ajudar você a se tornar um profissional de sucesso na área que deseja.

Gostou das dicas? Então, compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude mais pessoas com essas informações!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Powered by Rock Convert

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0