Realização profissional: o que é preciso fazer para alcançá-la?

realizacao-profissional

Buscar a realização profissional não é algo fácil. Muitas vezes, mesmo que o indivíduo se esforce bastante para obter sucesso na trajetória, a empresa não possibilita um plano de carreira para os funcionários, e aí a pessoa acaba estagnada na profissão. Mas, se a gente considerar um cenário ideal — aquele em que a instituição anda lado a lado com os colaboradores —, dá para atingir patamares altíssimos somente focando no seu próprio desenvolvimento.

Para tanto, a primeira coisa que se deve ter em mente é que a escolha da profissão tem tudo a ver com a tão sonhada realização profissional. Explicamos: se você optar por um ofício incompatível com sua personalidade, realmente fica impossível sentir-se satisfeito na função. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de pensar em escolher uma universidade. A dúvida entre se decidir por vocação ou mercado, por exemplo, deve ser considerada.

Para entender melhor do que estamos falando, continue a leitura do post. Aqui, vamos explicar o que significa estar realizado profissionalmente e dar dicas práticas de como alcançar esse patamar. Vamos lá?!

O que é realização profissional?

Todo trabalhador almeja ser reconhecido por seu trabalho e ter credibilidade na função que desempenha. Em linhas gerais, é basicamente disso que se trata a realização profissional. É claro que cada pessoa tem seus objetivos particulares, então, atingir essas pequenas metas também fará com que ela se sinta realizada, seja no âmbito corporativo, seja na vida pessoal.

Nesse sentido, podemos dizer inclusive que esses dois campos se entrelaçam. Afinal, para que alguém se sinta pleno de verdade, todos os setores devem estar em harmonia. Vai dizer que você não conhece alguém que é super bem-sucedido no trabalho, mas tem tantos problemas pessoais que nunca consegue se sentir realmente feliz? Infelizmente essa situação é mais comum do que imaginamos.

Um indivíduo que deseja obter sucesso a qualquer custo e acaba escolhendo uma profissão apenas pelo dinheiro, com certeza, corre esse risco. Por isso, reforçamos a importância de pensar na sua vocação e não nas médias salariais na hora de escolher um curso superior. Ignore também os comentários de familiares e escolha uma profissão de que realmente gosta.

Do contrário, mesmo que você se torne alguém com uma excelente estabilidade financeira, nunca se sentirá um profissional de sucesso. Além de comprometer sua performance na empresa e a qualidade do seu trabalho, isso pode trazer sentimento de frustração e tristeza por não fazer aquilo que sempre sonhou — quando, na verdade, basta escolher com base nas suas preferências e no que você quer para o seu futuro. Sem dúvida, isso já é meio caminho andado em busca da realização profissional.

Por que é importante buscá-la?

Como você já deve ter percebido, o mais importante em se sentir realizado profissionalmente é a sua felicidade, o que é motivo suficiente para ir em busca dos seus sonhos. Mas não podemos desconsiderar que existem outros fatores por trás dessa realização, como seu desenvolvimento intelectual e a melhoria na sua empregabilidade, a fim de conseguir vagas cada vez melhores.

Além disso, pessoas realizadas trabalham com um nível de motivação acima da média, o que reflete diretamente na produtividade dentro da empresa. Pensemos juntos: uma vez mais motivado, você estará também mais disposto a encarar os desafios da profissão e, dependendo dos resultados, poderá até se tornar uma grande referência naquele ofício.

desconto-universidade-cruzeiro-do-sulPowered by Rock Convert

Assim sendo, as chances de você ser notado pela chefia, integrar equipes especiais e, de quebra, receber um salário maior aumentam consideravelmente. Trata-se de um ciclo de positividade: quanto mais satisfeito você está na empresa, melhor você trabalha e maior é seu reconhecimento e credibilidade ali dentro. Ninguém quer ser só “mais um” na instituição, concorda?

Como buscar a realização profissional?

Descubra a sua vocação

A escolha de uma carreira tem tudo a ver com personalidade, isto é, quando a pessoa trabalha naquilo que gosta e usa suas habilidades natas para desempenhar o ofício, a qualidade de vida no trabalho é garantida. Mas você deve estar se perguntando: como tomar uma decisão acertada mesmo em um momento de incertezas, por exemplo, quando escolhemos a profissão ainda muito jovens e até imaturos?

A resposta é simples: autoconhecimento. Conhecer-se a fundo é imprescindível para escolher uma profissão que tenha a ver com a sua personalidade. É preciso analisar seu próprio comportamento, descobrir quais são suas habilidades profissionais e estabelecer metas realistas para o seu futuro, a fim de traçar os próximos passos com clareza e convicção.

Reflita sobre suas escolhas

Uma boa maneira de saber se está no caminho certo é refletir se você está feliz no seu momento atual. Caso não esteja, não tenha medo de mudar seus planos e ir em busca daquilo que faça bem de verdade. Descobrir sua vocação profissional passa por esse caminho. Até porque se o curso escolhido trouxe aquela sensação de bem-estar para começar com o pé direito, é sinal de que você tem vocação para a coisa.

Pense também naquilo em que você sempre sonhou trabalhar quando era criança e reflita sobre as matérias e conteúdos de que mais gostava no colégio. Esses elementos oferecem pistas valiosas para planejar seu futuro.

Respeite seus próprios limites

A busca pela realização no trabalho deve ser algo natural e não uma corrida por status. Quando o funcionário não respeita seus próprios limites e quer se destacar a qualquer custo, pode acabar passando por cima dos colegas ou comprometendo o resultado do seu próprio trabalho só para mostrar que “terminou primeiro”. Portanto, qualquer que seja o meio corporativo em que você se inserir, nunca se esqueça de que qualidade é mais importante do que quantidade.

Não se acomode na função

Ok, você não precisa se estafar para sair sempre na frente, mas também não dá para ficar acomodado em uma zona de conforto. É preciso encarar os desafios que surgem de repente e não ter medo de arriscar. Afinal, se os resultados forem positivos e superarem as expectativas, isso já terá sido um grande salto em busca do seu reconhecimento profissional, simbolizando o quanto você é capaz de se destacar.

Por outro lado, se as coisas não saírem conforme planejado, não desanime. Encare os erros como oportunidades para aprender algo novo e dar o seu melhor em outra situação. Mesmo porque a realização profissional não vem assim de uma hora para a outra. Ela é construída dia após dia, entre erros, acertos e muita disposição!

Já que o assunto é desenvolvimento de carreira, aproveite e veja também como se preparar para as transformações no mundo do trabalho!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0