Profissão designer: conheça as áreas de atuação desse mercado!

profissao-designer

Eis um dos ofícios mais promissores do futuro: a profissão designer. A verdade é que os designers sempre existiram e desempenharam diversas funções nos mais variados setores. Mas as inovações tecnológicas deram um upgrade nesta profissão e fizeram dela uma área em plena expansão nos dias de hoje. Afinal, as tecnologias, processos e linguagens estão sempre se atualizando.

Por isso, se você pensa em investir em um curso de Design, saiba que está no caminho para escolher a profissão certa. Neste post, vamos explicar quais são as principais atribuições desse profissional e quais as possibilidades de atuação no ramo. Continue a leitura e planeje sua carreira!

Afinal, o que faz um designer?

Vamos começar pelo básico: o que faz um designer. Antigamente, o Design tinha como função solucionar problemas relacionados à estética e ao visual das coisas. Com o passar do tempo, essa noção foi evoluindo. Hoje em dia, trabalhar com Design é muito mais do que apenas deixar algo bonito.

A profissão utiliza técnicas e métodos específicos para operar em variados contextos, envolvendo inclusive temáticas de outras disciplinas e áreas de ensino. Quando falamos em profissão designer, o ofício pode estar atrelado à construção de um software, design de uma revista, peça gráfica ou até mesmo à moda e arquitetura.

Essas são apenas algumas das ramificações do setor, sobre as quais falaremos melhor ao longo do post. A princípio, o que não podemos deixar de ressaltar é que o termo “design” não necessariamente significa “desenho”. Quem trabalha com desenhos são ilustradores. Embora ambas as áreas lidem com aspectos visuais, a carreira de um ilustrador está mais próxima da Arte do que do Design em si.

Por que trabalhar com Design?

Algumas vertentes dessa profissão são bastante requisitadas porque permitem trabalhar em modelo home office ou então seguir carreira no mercado freelancer, o que garante mais autonomia e flexibilidade aos profissionais. Principalmente para quem pretende trabalhar com Design Gráfico ou Web Design, basta um curso superior e um bom computador em mãos.

Contudo, devemos lembrar que não se trata apenas de questões visuais. Embora muita gente associe a profissão designer somente ao apelo visual, existem outras características que explicam o sucesso de uma peça ou solução proposta. No Design de Produto, por exemplo, esse percurso é tão (ou mais) importante quanto o resultado final. É justamente isso que faz o profissional se orgulhar desse ofício.

Como é o mercado brasileiro?

Já demos pistas de que os mercados de Design Gráfico e Web Design estão em crescimento, sobretudo devido à expansão das tecnologias e universos digitais. Profissionais dessas áreas têm lugar cativo em agências de publicidade e propaganda, editoras, produtoras audiovisuais, produtoras de vídeo, emissoras de TV, entre outros departamentos relacionados à comunicação.

Um designer de produto, por sua vez, é muito requisitado em fábricas, indústrias e estúdios de design. Esses profissionais atuam no setor de criação das empresas, projetando todo tipo de produto que você possa imaginar, com base em softwares de modelagem bi e tridimensional e em protótipos.

desconto-universidade-cruzeiro-do-sulPowered by Rock Convert

No mercado da moda, as oportunidades se abrem para estilistas e demais profissionais engajados com o design de suas próprias coleções. Já no caso de um designer de interiores, um profissional com senso estético apurado tem lugar garantido nos mais renomados projetos de arquitetura e decoração.

Quais áreas estão em alta?

Ao longo do post, já falamos sobre algumas áreas potenciais do Design, as quais você pode escolher seja por vocação ou mercado de trabalho. Como são ramos promissores, não vai ser difícil se realizar nessa profissão. Para ajudar ainda mais na escolha, resumimos as principais características das áreas que estão em alta nos dias de hoje.

Design de Produto

Funcionalidade, ergonomia, beleza, sustentabilidade e custo viável são palavras de ordem no dia a dia de trabalho de um designer de produto. Todos esses atributos devem ser priorizados no momento de projetar móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, equipamentos esportivos, de segurança etc. A profissão equilibra criatividade, arte, técnica e tecnologia no desenvolvimento dos produtos industriais.

Design de Interiores

Designers de interiores são profissionais formados para planejar, decorar e idealizar um ambiente com base em técnicas específicas de design, estética, funcionalidade e segurança. Esse profissional é responsável pela unidade visual das composições, atuando com foco na escolha das cores, texturas e materiais de um projeto, que pode ser tanto residencial quanto comercial.

Design de Moda

Ficar de olho nas tendências do vestuário faz parte da rotina dos designers de moda. Mas o senso estético por si só não basta; esses profissionais precisam ter também um apurado senso crítico para desenvolverem peças que vão além da beleza, aliando originalidade e, sobretudo, muito conforto. As possibilidades de atuação são variadas, incluindo ofícios de estilista, figurinista, vitrinista, personal stylist, entre outros.

Design Gráfico

Você pode até não conhecer a fundo o Design Gráfico, mas certamente sabe a diferença entre uma peça gráfica mal feita e uma bem-sucedida. A linguagem visual fala mais alto nesse ofício, sendo responsável por coordenar todos os elementos gráficos para que anúncios publicitários, editoriais, logomarcas, dentre outros, consigam de fato transmitir sua mensagem por meio de um equilíbrio entre estética e discurso.

Web Design

Essa área do Design é voltada para a criação de sites, blogs, hotsites, landing pages, entre outros conteúdos da web. A função básica de um web designer é aliar o aspecto visual com o funcional, proporcionando a melhor experiência possível de navegação. No caso de um site, por exemplo, o designer é o profissional responsável por deixar a interface ao mesmo tempo atrativa e fácil de ser utilizada.

UX/UI Design

Também relacionados ao universo digital, o UX (User Experience) Design e o UI (User Interface) Design são setores relacionados à experiência do usuário no meio interativo. Profissionais dessas áreas estão preocupados em desenvolver elementos que gerem reações positivas durante o engajamento, como botões, links, menus e quaisquer outros componentes que visem facilitar o consumo de determinado produto ou serviço na web.

Agora que você já conhece um pouco melhor cada ramo de atuação, basta escolher a universidade certa para investir na profissão designer. Lembre-se de que seu sucesso profissional começa ao escolher a instituição. Isso porque uma universidade reconhecida agrega valor ao seu diploma e é um dos principais critérios para desbancar a concorrência na disputa por uma vaga de emprego. Portanto, planeje bem a sua escolha!

Nós podemos ajudar nessa missão. Entre e contato conosco e conheça nossas melhores opções de curso!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0