Planejamento financeiro: saiba como começar a se organizar

planejamento financeiro

Manter as contas em dia é uma situação que favorece diversos aspectos da sua rotina: você consegue evitar preocupações, ter mais satisfação com as próprias escolhas e desfrutar de qualidade de vida. O primeiro passo para atingir esse patamar é dar início a um planejamento financeiro.

O processo consiste, essencialmente, em definir ações que possam adequar seus gastos à renda mensal. Ou seja, adotar práticas para manter as despesas sob controle e fazer investimentos inteligentes. Parece difícil?

Não se preocupe, pois criamos este conteúdo para ajudar você a conduzir melhor as atividades que envolvem o uso do seu dinheiro. Há desde orientações que funcionam instantaneamente até atitudes que geram benefícios em longo prazo.

Que tal conferir todas com a gente? Prossiga com a leitura e veja quais atitudes podem facilitar o planejamento das suas finanças!

Quite as dívidas

Pode ser bem desmotivador começar essa mudança se você tiver muitas contas atrasadas. Com o tempo, pequenos valores se acumulam e resultam em uma dívida difícil de pagar. Se esse é o seu caso, procure negociar com as empresas ou pessoas para as quais está devendo.

Explique a situação e veja se há a possibilidade de melhorar as condições para quitar suas dívidas, uma a uma. Limpar seu nome e evitar a inadimplência é uma prática essencial para se organizar financeiramente. Você verá que, após resolver situações pendentes, terá muito mais ânimo para seguir com seus planos.

Controle o uso do cartão

Comprar e pagar depois é uma atitude que coloca muita gente em maus lençóis. Afinal, faz com que os montantes devidos fiquem “escondidos” até o momento de serem quitados. Nesse processo, a pessoa pode acabar se perdendo com os valores e levar um susto ao se deparar com a fatura.

Se você já sofreu com o uso indiscriminado do cartão de crédito, evite adquirir produtos e serviços com esse item. O parcelamento excessivo dos valores faz com que os pagamentos se estendam por meses, muitas vezes com juros aplicados.

Boa parte dos problemas ocorrem porque o cartão de crédito gera a falsa impressão de que há saldo extra na conta, incentivando um consumo cada vez maior. Isso é um perigo para o orçamento, principalmente em tempos difíceis ou de crise.

Corte custos desnecessários

Essa é uma prática que deve ser adotada por toda a família, já que tanto crianças quanto adultos têm suas preferências em relação ao consumo. Ela é mais necessária ainda se alguém estiver em situação de desemprego, o que significa uma fonte a menos de renda para o grupo.

A proposta é combinar atitudes que gerem economia sem impactar tanto a rotina na casa. Portanto, comecem cortando gastos considerados supérfluos, como a compra de uma roupa que é tendência, a troca de um celular que ainda funciona ou a mensalidade da academia que ninguém usa.

O planejamento financeiro também é útil no momento de definir os gastos com lazer e práticas recreativas. A família pode, por exemplo, deixar de comer fora todo final de semana e passar a fazer isso a cada 15 dias. Simples mudanças já fazem a diferença para enxugar o orçamento.

desconto-universidade-cruzeiro-do-sulPowered by Rock Convert

Anote suas receitas e despesas

Acompanhar as movimentações financeiras é outra estratégia que favorece o uso inteligente do dinheiro. Para isso, vale a pena observar os valores que entram e saem da conta todos os meses, sem exceções. Você pode anotar cada um deles em uma planilha ou caderno, de modo a manter tudo à vista.

O registro facilitará o controle das receitas e despesas, permitindo a análise completa dos dados. O ideal é que você categorize essas informações para otimizar o processo de avaliação. Vale incluir abas de despesas fixas (água, luz, plano de telefone e internet), de gastos esporádicos e de montantes recebidos (salário ou pagamentos extras).

Crie uma reserva de emergência

Ninguém sabe quando precisará lidar com uma situação difícil. Por maiores que sejam os cuidados, você não consegue prever ocorrências que geram despesas. Isso inclui problemas de saúde, falhas mecânicas no veículo, defeitos na instalação da residência, entre outros.

Muitos cenários vão demandar gastos imediatos, portanto, é melhor estar com o montante (ou parte dele) em mãos. Para isso, faça o esforço de guardar uma pequena quantia da sua renda a cada mês, de modo a compor uma reserva que possa ser usada apenas em casos emergenciais.

O percentual guardado deve estar adequado ao seu padrão de vida, portanto, não se preocupe se ele for maior ou menor que o de outras pessoas. O importante é ter comprometimento para que o planejamento financeiro também consiga socorrer você em dias difíceis.

Defina metas antes de investir

Estímulos positivos sempre são bem-vindos para manter o foco no que desejamos. Uma boa forma de obtê-los é estabelecer metas de curto, médio e longo prazo sempre que você precisar realizar novos investimentos ou consumir algo.

Veja um exemplo abaixo:

  • curto prazo — planejar uma festa, pagar um tratamento de saúde ou um procedimento estético;
  • médio prazo — ingressar em um curso de aperfeiçoamento profissional, trocar de carro, fazer uma reforma residencial;
  • longo prazo — realizar uma viagem para o exterior, adquirir um imóvel ou terreno, investir na aposentadoria.

Perceba que todas as metas devem ser organizadas de acordo com o tempo e o nível de esforço necessários para alcançá-las. No entanto, para que sejam batidas, elas devem ser realistas, ou seja, definidas conforme o seu estilo de vida atual.

Complemente sua renda

Por fim, uma ótima dica para colocar suas finanças em ordem antes do prazo previsto é aumentar os valores recebidos todos os meses. Há diversas opções para ganhar dinheiro extra, como trabalho freelancer, produção de alimentos para vender, revenda de roupas e acessórios, fabricação de artesanato e muito mais.

Então, avalie seus talentos e habilidades para definir o que pode ser executado. Com os recursos certos e muita dedicação, você certamente terá valores adicionais para planejar futuros investimentos.

Ao aplicar essas dicas, você estará a caminho de uma vida mais equilibrada e tranquila, sem preocupações relacionadas a dinheiro. Nossa recomendação final é que realize o planejamento financeiro quanto antes e indique essa ferramenta a qualquer pessoa que também queira tirar proveito de seus benefícios.

Se você gostou do artigo e quer conferir outras publicações por meio das redes sociais, curta agora a nossa página no Facebook!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0