Tudo que você precisa saber sobre metodologias ativas

metodologias ativas
Powered by Rock Convert

Durante a nossa formação acadêmica, procuramos formas de otimizar os estudos, visando melhorar o desempenho em provas, armazenar mais facilmente as informações e economizar tempo — sobretudo quando é preciso conciliar trabalho e estudo.

Nesse cenário, contar com as metodologias ativas pode fazer toda a diferença na forma como você encara o seu aprendizado. Afinal, elas incentivam os estudantes a aprenderem de maneira participativa e autônoma, permitindo que sejam os responsáveis pela construção do próprio conhecimento.

Caso precise de ajuda com a sua rotina de estudos, continue a leitura deste post. Vamos explicar o que são metodologias ativas, como elas favorecem o aprendizado, quais são os principais tipos e os seus benefícios. Confira!

O que são metodologias ativas?

Você provavelmente está acostumado com aquele modelo de ensino em que o professor expõe o tópico estudado na frente da sala e os alunos tomam notas para, depois, realizar provas ou trabalhos, certo? Esse é o método passivo, e sua principal dificuldade é fazer o estudante se concentrar nos estudos, enquanto se mantém engajado e interessado nas aulas interativas.

A metodologia ativa, por sua vez, transfere a responsabilidade do aprendizado para o aprendiz, a fim de que ele possa desenvolver uma absorção do conhecimento de modo autônomo e mais participativo.

Como elas favorecem o aprendizado?

O psiquiatra americano William Glasser formulou uma teoria que tenta explicar como os alunos aprendem os conteúdos vistos em sala de aula, de acordo com os métodos de estudo. Segundo ele, o processo ocorre na forma de uma pirâmide — a Pirâmide da Aprendizagem.

Nela, a base (de maior porcentagem) representa o aprendizado por metodologias ativas, enquanto o topo (de menor porcentagem) sinaliza as metodologias passivas. A divisão fica dessa forma:

  • leitura — 10%;
  • escrita — 20%;
  • observação — 50%;
  • discussão — 70%;
  • prática — 80%;
  • ensino — 95%.

Portanto, ao observarmos a pirâmide, podemos notar que as metodologias ativas favorecem o aprendizado ao colocar o estudante em um papel que requer uma participação constante e focada no conteúdo.

Quais são os principais tipos de metodologias ativas?

Agora que você já entendeu o processo de aprendizado segundo Glasser, que tal descobrir como funcionam algumas das principais metodologias ativas? Dessa forma, é possível até adaptá-las ao seu plano de estudo.

Aprendizagem baseada em problemas

O objetivo da aprendizagem baseada em problemas é o de fazer com que os alunos consigam aprender por meio da resolução de desafios.

Essa metodologia incentiva a capacidade de investigação, reflexão e criação de uma solução para uma determinada solução, explorando os caminhos dentro de um contexto de aprendizado que pode — ou não — usar a tecnologia ou outros recursos.

O papel do professor, nesse tipo de aprendizagem, é o de ser um mediador e instigar o estudante a encontrar as respostas. Para isso, ele poderá agir como intermediador durante os trabalhos, oferecer uma reflexão sobre a construção do conhecimento e estimular o senso crítico do aluno.

Aprendizagem baseada em projetos

Seguindo os mesmos fundamentos da abordagem anterior, a aprendizagem baseada em projetos tem o objetivo de fazer com que os alunos descubram como chegar a um determinado resultado ao colocar as mãos na massa.

Powered by Rock Convert

Nessa metodologia, o aluno precisa utilizar a tecnologia e os demais recursos disponíveis para explorar todas as soluções possíveis, dentro de um determinado contexto. Por isso, o professor não deve expor todos os fatos, deixando que ele busque o conhecimento.

Aprendizagem entre times

Na aprendizagem entre times o foco está na formação de equipes com o objetivo de compartilhar as ideias e descobertas entre todos, de modo a proporcionar o aprendizado em conjunto.

Essa metodologia é comumente utilizada pelos professores em projetos nos quais os alunos precisam resolver os desafios de forma colaborativa, chegando a uma solução por meio de discussões entre todos do grupo.

Sala de aula invertida

Na sala de aula invertida a ideia é criar uma extensão da escola para outros ambientes, como um local de estudo na casa do estudante, substituindo algumas das aulas expositivas.

Por exemplo, é possível disponibilizar um determinado material de forma online e com antecedência ao aluno, tendo o objetivo de que ele vá para a aula já preparado para o conteúdo a ser discutido.

Essa é uma prática que gera no estudante o interesse em participar ativamente das aulas, pois ele poderá contar com um melhor planejamento e a utilização de recursos variados, como vídeos e textos de diferentes formatos.

Ensino híbrido

O ensino híbrido está em um momento de crescimento tanto de oferta quanto de demanda, chegando, até mesmo, ao Ensino Superior. Ele consiste na junção entre o ensino presencial e a educação a distância (EAD), permitindo que o aluno consiga encaixar melhor o curso à sua rotina já existente.

Essa metodologia aposta no uso da tecnologia para facilitar o acesso do estudante ao conhecimento, fazendo com que ele possa complementar o assunto visto em sala de aula de forma muito mais fácil e rápida.

Gamificação

Por fim, a gamificação tem o intuito de trazer ao ambiente de ensino a experiência proporcionada pelos jogos. O objetivo, portanto, é estimular uma competição saudável entre os estudantes, assim como a motivação e a dedicação para aprender.

Quais são os benefícios das metodologias ativas?

As metodologias ativas apresentam o potencial para oferecer vários benefícios aos alunos. Alguns exemplos são:

  • capacidade de adquirir autonomia;
  • desenvolvimento de confiança;
  • possibilidade de se tornarem profissionais mais capacitados;
  • capacidade de resolver problemas de forma acertada.

As instituições de ensino também se beneficiam desses tipos de metodologia, pois atuam tanto de forma a aumentar o reconhecimento da marca no mercado quanto para atrair, captar e reter estudantes.

Como vimos, as metodologias ativas são ferramentas importantes para otimizar os estudos enquanto economiza tempo, gerando um bom desempenho acadêmico e permitindo a conciliação da graduação com a jornada de trabalho do aluno, por exemplo. Por isso, não perca mais tempo e descubra agora mesmo qual metodologia se encaixa melhor em seu perfil de estudante.

Se este post foi útil, entre em contato conosco e veja como podemos ajudar você a alcançar os seus objetivos acadêmicos e profissionais!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Powered by Rock Convert

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0