7 formas de superar o medo de não passar no vestibular

medo de não passar no vestibular

Você já tem a escolha da graduação na ponta da língua ou até fez um teste vocacional para se certificar de que está no caminho certo? Depois dessa fase animadora, no entanto, muita gente se depara com o medo de não passar no vestibular.

O sentimento é normal quando envolve um pouco de preocupação. Afinal, sempre tem os familiares com altas expectativas, os amigos comentando sobre as dificuldades das provas e a própria mente martelando: “será que meu desempenho será suficiente?”

Isso se torna um problema quando o receio esporádico dá lugar a uma ansiedade constante, gerando um turbilhão de emoções e desconfortos físicos. Como não queremos que os efeitos negativos tomem conta da rotina de nenhum estudante, criamos uma lista com 7 dicas.

Acompanhe e saiba como você pode combater o medo excessivo!

1. Trabalhe suas fragilidades

Toda pessoa tem seus pontos fortes e fracos. Já percebeu como algumas parecem ter nascido com o talento de escrever bem, ao passo que outras conseguem resolver problemas matemáticos rapidamente? Seja qual for o seu conjunto de atributos, é muito importante identificar os pontos que exigem melhoria.

O objetivo é reforçar os estudos voltados aos assuntos que você considera difíceis ou complexos. Assim, poderá treinar com exercícios e novas leituras, corrigindo erros e obtendo maior domínio de certas matérias. Isso vai trazer mais confiança durante e após a prova, o que ameniza o medo de não passar no vestibular.

2. Monte um plano de estudos

A organização é muito importante para dar seu máximo na consulta dos materiais. Ao estabelecer uma rotina com horários exclusivos para cada disciplina, você também sente que dedicou atenção suficiente a todos os tópicos. Essa percepção faz toda a diferença no processo de vestibular, já que traz conforto e tranquilidade para aguardar os resultados.

O ideal é anotar os momentos livres da sua agenda que podem ser reservados para o aprendizado. Se possível, separe os períodos mais produtivos e com maior pico de energia para fazer suas revisões. A forma de consulta dos conteúdos pode mudar ao longo do tempo, pois variar os métodos de estudo traz diferentes estímulos e mantém sua motivação em alta.

3. Faça exercícios de relaxamento

Alongamentos e outras técnicas podem ser úteis em diferentes etapas, tanto no preparo para a prova quanto na espera pelo gabarito. A proposta é relaxar diversas partes do corpo, amenizando dores e tensões que costumam surgir por conta do estresse.

Com a prática, você desfruta da liberação de endorfinas que proporcionam bem-estar e melhoram o estado da mente. Assim, se estiver com medo de não passar no vestibular, experimente ocupar seu tempo com ações agradáveis.

Faça pausas prolongadas no dia a dia para esticar os membros, receber uma massagem, ouvir uma meditação ou playlist que você gosta. Mesmo práticas simples, como observar paisagens na companhia de um bom chá ou café, ajudam a diminuir o ritmo dos pensamentos.

4. Acredite no seu potencial

A vida de estudante tem seus altos e baixos, mas sempre ensina que o esforço compensa com excelentes resultados. Assim, sempre que perceber a chegada de um pensamento sabotador, faça o exercício de relembrar toda a trajetória cumprida para passar no vestibular dos seus sonhos.

A gente tende a se concentrar muito nas falhas e acreditar que tudo poderia ser diferente. Apesar disso, cada conquista merece celebração, por menor que seja, viu?

Reconheça que você deu seu melhor até o momento da prova e saiba que ficar remoendo o passado não vai agregar nada à sua vida. Uma conversa com pessoas próximas e que acompanharam sua dedicação também pode ser útil para enxergar seu potencial.

5. Cuide da sua saúde mental

Comer bem e dormir o suficiente são práticas bastante discutidas quando o assunto é aumentar o desempenho nos estudos. Mas além de cuidar do corpo, fornecendo energia e descanso adequado, você precisa ter atenção ao estado emocional. Sem equilíbrio, é provável que o medo de não passar no vestibular continue te atrapalhando.

Uma boa estratégia para cuidar da saúde mental é expressar suas angústias e dúvidas a alguém de confiança. Pode ser um profissional, colega, professor ou familiar que possa ouvir as mensagens sem julgar. A conversa ajuda a ver o cenário de outras formas para que você consiga lidar com as mudanças trazidas por uma fase cheia de expectativas.

6. Use técnicas de respiração

Às vezes, a preocupação surge de maneira repentina e leva o seu corpo a um estado desconfortável. Você pode perceber aumento dos batimentos cardíacos, calafrios na espinha, dor de estômago e até sensação de algo preso na garganta. Todos esses sintomas têm relação com o estresse e a ansiedade, e existem táticas para conter ou evitar a piora do quadro.

Uma boa escolha está nos exercícios lentos de respiração. Eles ajudam a acalmar, sem contar que podem ser praticados em qualquer local e horário do dia. Há vários métodos, como o que você pode conferir abaixo:

  • apoie uma mão sobre seu estômago e outra sobre seu peito;
  • inspire profundamente, contando até quatro;
  • em seguida, prenda a respiração e conte até 6;
  • expire devagar, contando até 8 para finalizar;
  • repita o processo quantas vezes achar necessário.

Dica: enquanto pratica os exercícios, tente imaginar o fluxo de ar entrando e saindo dos pulmões.

7. Pense positivo

O medo de não passar no vestibular traz pensamentos negativos que afetam várias áreas da vida. Então, como combater essa ideia de que tudo vai dar errado? Não é fácil virar a chave, mas você pode começar aos poucos, testando suas habilidades de ver as coisas sob uma perspectiva menos pesada.

É possível ter uma visão positiva de forma realista, considerando que qualquer caminho envolve erros e acertos. Cabe a você dar valor aos passos cumpridos em cada etapa, sempre lembrando que o desafio existe para todos. Como ninguém está só no processo, troque ideias e se inspire naqueles que encaram a jornada com leveza.

Gostou de saber que o medo de não passar no vestibular pode ser contido com hábitos simples? Mesmo que o resultado da prova não corresponda àquilo que você planejou, sempre há a possibilidade de aprimorar seus estudos para encarar outros processos seletivos de cabeça erguida.

Que tal começar agora? Acesse o nosso site e faça a sua inscrição!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0