O que não pode faltar na introdução da redação? Descubra!

O que não pode faltar na introdução da redação? Descubra!

Se o Enem está em seu caminho, uma coisa é certa: é preciso caprichar na redação. Afinal, esse caderno é um dos que trazem mais pontuação para a sua prova. Com ela, é possível alcançar até 1000 pontos e conquistar a sua tão sonhada vaga no curso que deseja fazer.

Mas, para isso, é preciso mandar bem na estrutura do texto. E tudo começa com a introdução da redação, uma parte que vai fazer com que o leitor se sinta interessado em prosseguir a leitura.

Quer saber os macetes para fazer uma introdução de redação nota 1000 no Enem? A gente te conta! Continue a leitura, descubra quais são as dicas e entenda o que não pode ficar de fora dessa parte no seu texto.

Como é a estrutura da redação do Enem?

As redações do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) seguem uma estrutura clara e bem definida, composta por três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão. Cada uma delas desempenha um papel vital na construção de uma redação coesa e argumentativa que atenda aos critérios de avaliação.

A introdução é o ponto de partida. Ela estabelece o contexto e prepara o terreno para os argumentos que você irá desenvolver. No Enem, há certos elementos que não só podem aumentar a sua pontuação, como são obrigatórios para que você não seja penalizado.

O que não pode faltar na introdução do Enem?

Uma introdução bem-sucedida é composta por elementos que vão trazer coesão e fazer com que todo o texto fique bem “amarrado”, sem pontas soltas. A seguir, confira os principais!

Contextualização

Inicie sua introdução situando o leitor no contexto do tema. Explique a relevância do assunto e por que ele é digno de discussão. Isso ajuda a despertar o interesse do examinador e demonstra sua compreensão do tópico.

Definição do tema

Em seguida, defina claramente o tema que você irá abordar. Isso evita qualquer ambiguidade e ajuda o leitor a entender imediatamente o foco do seu texto. E não se esqueça: é muito importante que você entenda bem o tema e não fuja dele. Foque nos desafios propostos pelo título, ok?

Clareza e objetividade

Mantenha sua introdução direta e concisa. Evite linguagem excessivamente complexa ou ambígua. E não se preocupe com “floreios”: é muito mais indicado usar uma linguagem simples, mas que seja dominada por você. A clareza é fundamental para que o leitor entenda imediatamente o que você está discutindo.

Linguagem cativante

Use uma linguagem que atraia o leitor e o convide a continuar lendo. Uma pergunta provocativa, uma citação relevante ou uma estatística impactante podem ser maneiras eficazes de capturar a atenção, mostrando sua originalidade e fazendo com que o estilo do seu texto fique mais interessante.

Objetivo da redação

Finalize a introdução identificando claramente o objetivo desse texto. Indique qual questão você pretende abordar e que ponto de vista você irá explorar. Isso é conhecido como tese e, no Enem, você trabalha com até duas delas. O indicado é que cada uma das problemáticas seja feita em desenvolvimentos separados.

Como fazer uma boa introdução?

Agora, conheça os passos essenciais para a construção de uma introdução sólida, atrativa e muito interessante para a banca de corretores do Enem. Vamos lá?

Comece com uma representação de bagagem cultural

Um caso recente, o acontecimento de um filme, o enredo de uma série, a letra de uma música ou a citação de um estudioso podem ser excelentes maneiras de iniciar sua introdução. Esses elementos capturam imediatamente a atenção do leitor e o convidam a continuar lendo. E o melhor: fornecem pontos valiosos!

Defina os termos-chave

Se o tema possui termos específicos ou conceitos-chave, defina-os de maneira clara e sucinta. Isso evita qualquer ambiguidade e garante que o leitor entenda os elementos centrais da discussão, mostrando que você realmente entendeu o que a prova está exigindo de você.

Apresente sua tese 

No final da introdução, apresente sua tese ou o ponto de vista que você irá explorar. Isso ajuda o leitor a entender o foco do seu ensaio desde o início. A tese é, em outras palavras, as problemáticas apresentadas pelo problema. Você vai esmiuçar cada uma delas nos desenvolvimentos a seguir.

Seja claro

Evite a tentação de elaborar demais na introdução. Mantenha suas frases curtas e diretas para manter a clareza e prender a atenção do leitor e guarde um espaço extra para os desenvolvimentos e para a conclusão, que precisam ser bem trabalhados.

Evite frases genéricas

Evite clichês e frases genéricas que não agregam valor à sua introdução. Exemplos são: “Nos dias de hoje, vivemos em um mundo em constante mudança” ou “Desde o início dos tempos, o ser humano sempre buscou evoluir”.

Opte por uma abordagem única e original que reflita seu estilo de escrita, mas que ainda assim não tente ser “rebuscado” demais. Foque na simplicidade e evite rodeios.

Treine bastante

Sua rotina de estudos não pode existir sem um tempo para focar na redação. O recomendado é fazer pelo menos uma por semana, mas inclua o máximo que conseguir em seu planejamento. Assim, será mais fácil “desenrolar” o texto na hora da prova e você vai adquirir confiança em sua escrita, a melhorando cada vez mais.

Leia outras redações

O seu resultado é único, mas isso não impede você de buscar inspiração na redação de outros candidatos. Pesquise textos “nota 1000” de anos anteriores no site do Ministério da Educação e veja como eles eram construídos, incluindo a introdução.

Fique de olho nas atualidades

O estudo das atualidades também não pode ser deixado de lado em sua preparação para o Enem. E elas são uma ótima forma de começar qualquer texto, mostrando ao seu corretor que você está por dentro do assunto e consegue relacioná-lo com acontecimentos do mundo real.

Amplie a sua bagagem cultural

Outra forma de bagagem cultural que pode ser utilizada é, como mencionado, pontos como filmes, músicas, livros e séries. E não se esqueça: aqui, tudo é válido, desde que você saiba como fazer uma contextualização interessante. Fique à vontade para ousar!

Gostou de saber o que não pode faltar em sua introdução da redação no Enem? Agora, é hora de treinar e colocar seus conhecimentos em prática, tudo bem? Assim, você vai para a prova com mais segurança e muito menos nervosismo.

Antes de ir embora, aproveite para seguir a Cruzeiro do Sul nas redes sociais! Você pode nos encontrar no LinkedIn e YouTube ficar por dentro das novidades que são postadas por lá, tudo bem? Até a próxima!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0Shares
0 0