Faculdade de Jornalismo: vale a pena escolher esse curso?

Se você gosta de ler, escrever, manter-se atualizado e transmitir informações, talvez a faculdade de Jornalismo seja a ideal para você. A área está passando por um período de muitas transformações. Aos poucos, as mídias tradicionais, como o rádio e a televisão, perdem espaço para a internet — que se tornou a principal fonte de conhecimento do público.

Isso faz com que os jornalistas precisem se reinventar constantemente, além de repensar suas funções e buscar novos nichos no mercado, ampliando suas capacidades e qualificações. Dessa forma, além de redigir textos jornalísticos, o profissional também deve dominar a produção e edição de imagens, redação publicitária, organização de eventos e social media.

Quer saber mais sobre a faculdade de Jornalismo, o mercado e as vantagens da graduação? Então continue a leitura deste post!

Como funciona o curso de Jornalismo?

A faculdade de Jornalismo tem duração média de 4 anos. Durante a graduação, o aluno estuda disciplinas da área das Ciências Humanas, como Língua Portuguesa e Sociologia, mas também tem contato com outras de carga horária mais prática.

É importante que o estudante da área tenha muito interesse por informações e goste de estar sempre a par do que acontece no mundo. Por ser um setor que apresenta muitos profissionais, o graduando deve buscar formas se de destacar desde a faculdade — seja com estágios, cursos livres, trabalhos voluntários ou intercâmbios.

Dessa forma, é muito mais fácil conseguir uma oportunidade em uma boa empresa. Por isso, aproveite as oportunidades que a faculdade oferece. Por ser um curso amplo, você pode escolher disciplinas optativas direcionadas à área que deseja trabalhar, como dentro de uma redação ou com a carreira mais voltada para o universo empresarial.

Linguagem atual

Com o crescimento da internet, a linguagem do jornalismo tradicional mudou. Com o imediatismo, a informação chega praticamente em tempo real, de forma a preencher a necessidade do público atual.

Dessa forma, o conteúdo tende a ser mais claro e objetivo, com frases curtas e de fácil entendimento. Isso porque a mensagem precisa alcançar pessoas que, muitas vezes, estão interessadas apenas em ler um pequeno texto.

O perfil dos novos jornalistas conta com direitos e deveres essenciais. Entre estes, está a necessidade de se manter atualizado para acompanhar as evoluções tecnológicas.

Grade curricular

Conhecer a grade curricular do curso que você deseja fazer é fundamental para entender se ele vai atender às suas expectativas. Entre as disciplinas estudadas em uma faculdade de Jornalismo, estão:

  • Língua Portuguesa;
  • Língua Brasileira De Sinais;
  • Fotojornalismo;
  • Redação Jornalística;
  • Teorias da Comunicação;
  • Políticas Públicas em Comunicação;
  • Cibercultura e Redes Interativas;
  • Técnicas de Entrevista e Reportagem;
  • Técnicas e Vídeo e Áudio;
  • Filosofia;
  • Pesquisa em Comunicação;
  • Teorias Críticas na Comunicação;
  • Infografia;
  • Planejamento Visual e Gráfico;
  • Jornalismo Online;
  • Sociologia;
  • Comunicação Corporativa e Institucional;
  • Gestão de Negócios Jornalísticos;
  • Técnicas de Edição;
  • Jornalismo Impresso;
  • Radiojornalismo;
  • Assessoria de Imprensa;
  • Tecnologias da Informação e da Comunicação;
  • Ética e Legislação do Jornalismo;
  • Telejornalismo;
  • Jornalismo De Revista, entre outras.

Como está o mercado para quem faz Jornalismo?

Até junho de 2009, quem desejava seguir carreira em jornalismo não tinha dúvidas quanto ao caminho que devia percorrer: era necessário graduar-se na área da Comunicação Social para obter o diploma e o registro que a lei exigia.

Depois, o Supremo Tribunal Federal (STF) atendeu ao recurso protocolado pelo Ministério Público Federal (MPF) e pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (Sertesp), que solicitava o cancelamento da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão.

A decisão gerou um debate. No entanto, a graduação ainda é muito importante para quem quer atuar na área. Afinal, a faculdade de Jornalismo fornece conhecimentos teóricos, éticos e técnicos que não são encontrados em outros lugares. Assim, o aprendizado é intenso e aprofundado, e o preparo para o mercado de trabalho é maior.

Levando tudo isso em consideração, veja quais são as duas áreas do Jornalismo que ganharam destaque com o desenvolvimento das mídias sociais.

Webjornalismo

Essa área não é uma extensão do Jornalismo tradicional na internet. Por ser um meio abrangente, o conteúdo produzido online deve ser multimídia, unindo textos, vídeos, fotos, infográficos, e-books, entre outros. A aplicação dessas diferentes funções requer profissionais ágeis, multifacetados e que dominem diversas habilidades.

Produção de conteúdo

Cada vez mais, a internet é movida a conteúdos. Nesse cenário, é necessário criar estratégias para atrair a atenção dos leitores. Com isso, o marketing tem ganhado espaço, e muitos jornalistas já migraram para essa área.

A habilidade em contar histórias e desenvolver um bom texto faz deles excelentes produtores de conteúdo. Esse material é utilizado em blogs, redes sociais, sites, entre outras plataformas. No entanto, para atuar nesse setor não basta escrever bem: é preciso ter criatividade e compreender o mundo dos negócios.

Quais são as vantagens de fazer essa graduação?

Os jornalistas exercem uma função social muito importante, pois servem como ponte entre os acontecimentos e o público. Além disso, eles ajudam a solucionar problemas da sociedade e criam oportunidades para o desenvolvimento urbano.

Conheça outras vantagens de cursar Jornalismo e entenda, de uma vez por todas, se essa graduação é ideal para você.

Passar por novas experiências

Essa profissão permite conhecer realidades fora da nossa própria. Você conhecerá pessoas de diferentes classes sociais, opiniões políticas, entre outras características, e aprenderá como entrevistá-las com empatia e respeito.

Se tiver a oportunidade de trabalhar em outros países, vai poder conhecer culturas novas. Isso é muito interessante para o seu crescimento pessoal e também para aprender a atuar com a imparcialidade que a profissão exige.

Ser formador de opinião

O jornalista ainda é visto como um importante formador de opinião na sociedade. Ele é responsável por mostrar os fatos para que as pessoas possam ter um ponto de vista sobre o assunto. Por isso, a ética é tão importante.

Se o profissional escreve apenas os pontos negativos sobre determinado tema, os leitores podem ficar com uma visão negativa sobre ele. Portanto, é fundamental saber noticiar os acontecimentos assim como ocorreram.

Em um mercado com uma concorrência acirrada, a faculdade de Jornalismo faz toda a diferença. Quem quer ter sucesso na carreira e garantir um aprendizado de qualidade deve escolher o curso em uma universidade reconhecida. Por isso, busque uma graduação antenada com as novas tecnologias e ferramentas e prepare-se para ser um excelente jornalista!

Decidiu cursar Jornalismo? Então, entre em contato conosco e conheça as oportunidades que a Cruzeiro do Sul Educacional oferece para você!

Você pode gostar também de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *