Educação inclusiva: como é aplicada no dia a dia da faculdade?

educação inclusiva

A educação inclusiva é um tema que merece atenção em todas as esferas, principalmente quando falamos do dia a dia de uma instituição de ensino. Afinal, é importante que todas as pessoas saibam que podem ter acesso a um espaço acolhedor para os estudos.

Falando nisso, você conhece os princípios da educação inclusiva? Mais ainda, sabe como pode aplicá-los na rotina da faculdade? Se respondeu “não” para alguma dessas perguntas e quer saber mais sobre o assunto, acompanhe este post e saiba mais!

O que é educação inclusiva?

A educação inclusiva nada mais é do que um conceito que fala sobre a importância de proporcionar meios que garantam a igualdade do acesso aos ambientes de ensino a todas as pessoas. Tudo isso independentemente de gênero, etnia, orientação sexual, idade, cultura, crença, características físicas ou intelectuais, entre outras questões.

Ou seja, trata-se de promover o direito à educação de qualidade para todas as pessoas. Ao contrário do que muitos pensam, esse conceito não é responsabilidade apenas dos órgãos governamentais, como o Ministério da Educação (MEC), e das instituições de ensino.

É claro, são essas organizações que promovem as políticas de ações afirmativas, como cotas raciais e para Pessoas com Deficiência (PcD), além de várias outras oportunidades. No entanto, é importante também que haja a iniciativa individual de cada aluno.

Desse modo, é possível viabilizar não apenas a inclusão, como também o acolhimento e a permanência dos estudantes no ambiente estudantil. Além disso, é importante ressaltar que isso vale também para o Ensino Superior.

Quais os princípios da educação inclusiva?

Quer entender mais sobre as reflexões que esse tema traz? Então, nada melhor do que conhecer os princípios da educação inclusiva. Esses pilares são tratados principalmente nos cursos de Pedagogia, Letras e demais graduações que envolvem as práticas de ensino.

No entanto, vale a pena que qualquer estudante do Ensino Superior ajude na inclusão dos mais diversos alunos no espaço universitário. No total, são 5 princípios da educação inclusiva:

  1. Toda pessoa tem o direito de acesso à educação
  2. Toda pessoa aprende
  3. O processo de aprendizagem de cada pessoa é singular
  4. O convívio no ambiente escolar comum beneficia todos
  5. A educação inclusiva diz respeito a todos

Qual a importância da educação inclusiva?

A busca pelo conhecimento é um dos principais meios pelos quais uma pessoa é capaz de conquistar um maior desenvolvimento pessoal, intelectual e profissional, simultaneamente. Além disso, o ambiente de ensino tem uma forte influência nisso.

Não é à toa que os estudos do Ensino Básico ou Superior são tão decisivos para as escolhas de um indivíduo. Dessa maneira, é possível notar como a educação é essencial para a vida de qualquer pessoa.

Tendo em vista esse contexto, a inclusão é tão importante quanto a educação. Afinal, é necessário que todas as pessoas possam ter acesso ao espaço de direito nas instituições de ensino, sem nenhum tipo de exclusão ou intimidação.

Promover os conceitos da educação inclusiva também é importante para combater o bullying escolar e o preconceito com os mais diversos grupos de pessoas que encontramos na sociedade. É por essa razão que trazer a consciência de diversidade social é fundamental para incentivar o acesso ao ensino a todos.

Como tornar a inclusão presente no dia a dia da faculdade?

Quer saber como você pode fazer parte de todo esse processo? A seguir, confira algumas atitudes que ajudam a tornar a inclusão uma realidade no cotidiano de uma instituição de ensino!

Desenvolvimento de competências

É importante que uma faculdade seja capaz de auxiliar os alunos no desenvolvimento das mais variadas competências e habilidades. Esse é um passo fundamental para garantir um aprendizado integrado, que contribua para a construção de uma jornada profissional.

Tendo isso em vista, as atividades realizadas para o desenvolvimento de competências devem ser inclusivas. Isto é, é preciso visar o aprendizado coletivo, sem deixar de lado um grupo ou outro. Cobrar essa postura das instituições de ensino é uma iniciativa que todo estudante pode ter.

Convívio no ambiente escolar

Garantir um convívio saudável no ambiente escolar também é importante. Aqui, mais do que nunca, entra a importância do combate ao bullying e respeito às individualidades dos colegas. Denunciar qualquer tipo de agressão presenciada ou vivenciada ajuda a providenciar um ambiente seguro para um maior número de pessoas.

Respeito a todos

Assim, chegamos a mais um ponto essencial sobre o assunto: promover o respeito a todas as pessoas. A prática e o incentivo à educação e à gentileza faz toda diferença no ambiente acadêmico.

Empatia

A capacidade de se colocar no lugar do outro também é mais um ponto de destaque na educação inclusiva. Isso porque a empatia ajuda a perceber as necessidades que as outras pessoas apresentam e colaborar para que sejam atendidas.

Auxílio na aprendizagem

Falando em necessidades, é importante que as metodologias de ensino aplicadas em uma instituição sejam capazes de atender aos mais diversos grupos sociais, inclusive as pessoas que precisam de atenção especial.

Não é à toa que estratégias de auxílio na aprendizagem são fundamentais na faculdade. Monitoria, tutoria, acessibilidade, dentre várias outras demandas, são importantes e podem ser incentivadas também pelos alunos.

Sistemas de apoio

O mesmo vale para a criação de um sistema de apoio dentro da instituição de ensino. Um espaço para que todas as pessoas se sintam acolhidas e possam buscar orientação, fazer reclamações e deixar sugestões é totalmente bem-vindo.

Quais os desafios da educação inclusiva no Brasil?

No Brasil, ainda enfrentamos diversos desafios para a implementação da educação inclusiva. Esse é um dos principais motivos pelos quais é necessário abordar cada vez mais esse assunto.

Preconceito, desinformação e despreparo das instituições de ensino e dos profissionais são apenas alguns exemplos das maiores dificuldades encontradas na educação inclusiva. Por outro lado, com pequenos gestos, mas de grande valor, é possível ultrapassar cada um desses obstáculos e promover mais acesso a todas as pessoas.

Este post foi útil para você? Então, aproveite a oportunidade e compartilhe o artigo nas redes sociais. Assim, mais pessoas podem se informar sobre o assunto!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0