desenvolvimento profissional

7 dicas de desenvolvimento profissional que você precisa conhecer

Hoje em dia, já não basta ter um curso superior no currículo para conseguir uma posição de destaque no mercado de trabalho. É preciso focar no desenvolvimento profissional se quiser expandir as habilidades e manter-se atualizado diante das novas tecnologias, processos e linguagens.

Uma boa dose de autoconhecimento também é imprescindível para aliar satisfação pessoal e profissional, construindo uma trajetória de sucesso sem sobrecarregar o corpo e a mente.

Quer saber mais a respeito? Continue a leitura e veja 7 dicas certeiras para alavancar sua carreira e fortalecer seu desenvolvimento profissional!

1. Não pare de estudar

Quanto mais qualificado você for, melhor será a sua posição no mercado. Disso ninguém duvida. Basta pesquisar sobre os processos seletivos das empresas para perceber que as exigências são grandes até mesmo nas vagas de nível júnior. Portanto, não pense em abandonar os estudos.

Sabemos como isso pode ser muito desafiador para quem tem uma jornada dupla ou até mesmo tripla. Se esse for o seu caso, utilize a flexibilidade da EAD a seu favor, matriculando-se em um curso que permita trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

Caso você já tenha seu diploma em mãos, considere fazer uma pós-graduação para aperfeiçoar os conhecimentos e se especializar em um ramo específico, o que aumenta consideravelmente as possibilidades de atuação no mercado.

2. Tenha metas palpáveis

Não dá para falar em desenvolvimento profissional sem mencionar o plano de carreira. Afinal, só é possível traçar uma trajetória bem-sucedida se você sabe ao certo aonde quer chegar. Por isso, estabeleça suas metas de curto, médio e longo prazo e comece hoje mesmo a pensar no que é preciso fazer para alcançá-las.

Matricular-se no curso dos seus sonhos, retomar os estudos na universidade, aprender um novo idioma. Você pode dar qualquer um desses passos em busca de um objetivo maior no futuro. O mais importante é definir metas palpáveis, ou seja, que estejam dentro da sua realidade, sendo possível cumprir em um prazo pré-determinado.

3. Realize networking constante

Expandir a rede de contatos é fundamental aos que buscam uma boa posição no mercado e desenvolvimento profissional. O próprio ambiente da universidade é um lugar muito propício para fortalecer a relação com professores e colegas de turma. A partir de estágio, monitoria, iniciação científica ou mesmo em um trabalho de sala de aula, podem surgir inspirações e parcerias interessantes.

Isso sem falar no famoso QI, ou “quem indica” — aquele empurrãozinho que às vezes nos falta para conseguir a vaga tão sonhada. Nesse sentido, quanto mais bem relacionado você for, maiores são as chances de ser indicado para um bom emprego e obter sucesso profissional. Inclusive, em algum momento da sua trajetória, você poderá até encontrar seus ex-professores na posição de recrutadores em processos seletivos. Já pensou?

4. Mantenha o foco e a determinação

Esse tópico tem muito a ver com que falamos acima sobre estabelecer metas. Isso porque, de nada adianta traçar um plano de carreira incrível, se você não tiver determinação o suficiente para buscá-lo. Sim, imprevistos acontecem e muitas vezes perdemos o foco. Nessas horas, não se desespere. Sentir-se culpado só vai aumentar o sentimento de frustração.

Procure encarar suas falhas como oportunidades de aprendizado e faça melhor da próxima vez. Dessa forma, você se sentirá mais confiante para encarar os desafios da jornada. Outra dica bastante útil é contar com métodos de organização, de modo a treinar sua disciplina, como ter um cronograma de estudos e demais afazeres diários que vão auxiliar você a manter o ritmo.

5. Trabalhe seu autoconhecimento

Autoconhecimento é uma palavra bastante utilizada atualmente, sobretudo quando falamos sobre saúde mental. Felizmente, as pessoas estão tratando essa questão com mais seriedade e buscando cuidar melhor da mente. Conhecer bem a si mesmo é o primeiro passo para descobrir seus limites e traçar metas compatíveis à sua realidade.

Ilustraremos com um exemplo prático: não adianta levar dezenas de livros para casa, se você não terá fôlego para estudar tudo em um único final de semana. É muito melhor montar um plano de estudos reduzido, porém, focado nos conteúdos que são prioridades naquele momento. Assim, quando você menos esperar, já terá dado conta de tudo.

Além disso, é importante separar um tempo para relaxar e fazer as coisas que mais gosta. Por incrível que pareça, isso também tem relação com autoconhecimento profissional. Até porque os momentos de descanso ajudam a refletir sobre suas metas de trabalho e, se necessário, mudar os planos a fim de investir sua energia naquilo que realmente trará satisfação.

6. Estude novas línguas

Independentemente da área que você pretende seguir, saber um segundo idioma abrirá mais portas no seu caminho. Quem conta com esse diferencial no currículo já sai na frente de uma série de candidatos em processos seletivos, principalmente considerando que poucas pessoas têm acesso a esse estudo durante o ensino fundamental.

Com o auxílio da internet e de outras ferramentas tecnológicas, é possível aprender inglês e outras línguas a partir de aplicativos no celular, conteúdos disponibilizados no YouTube, entre outras vias de acesso a materiais de qualidade. Muitos professores também oferecem cursos de idiomas a preços menores como forma de complementar o orçamento do mês.

7. Faça cursos livres

Outra opção interessante são os cursos livres que contribuem para o seu desenvolvimento profissional de forma rápida, prática e econômica. Eles costumam ser de curta duração e muitos não exigem comprovação de escolaridade. São oferecidos por diversas instituições e contemplam vastas áreas do conhecimento.

Sendo assim, você encontrará algum que dialogue com suas preferências e expectativas. Os certificados de conclusão são fornecidos pelas próprias instituições e servem como ferramentas poderosas na hora de comprovar habilidades em um processo seletivo.

Apenas se lembre de contar com uma instituição de referência quando for investir no seu currículo e em seu desenvolvimento profissional. Assim, mais do que uma formação de qualidade, você terá um diploma valorizado no mercado, além da satisfação pessoal buscada por todos.

Gostou das dicas? Então, acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este! Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter, no YouTube e no LinkedIn.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.