Cyberbullying: quais os perigos e como combatê-lo?

cyberbullying

Crianças, adolescentes e adultos podem se tornar vítimas do cyberbullying, assim como podem ser agressores virtuais. Para alguns, talvez isso seja visto como uma prática sem más intenções, apenas um tipo de brincadeira. Mas, acredite: há consequências.

Assim como no conhecido bullying escolar, quem sofre com o cyberbullying pode lidar com efeitos emocionais, mentais e até físicos. Além disso, alguns casos são mais sérios e colocam vidas em risco. Assim, devemos nos unir para evitar esse tipo de comportamento virtual.

Continue a leitura e entenda um pouco mais!

Cyberbullying: o que é e como acontece?

O bullying praticado em ambiente escolar envolve atos de violência física ou psicológica. Nesse cenário, um aluno (ou um grupo) passa a agredir e intimidar outro que seja aparentemente frágil ou que transmita algum sinal de ameaça.

Quando isso acontece por trás das telas (no meio virtual) é chamado de cyberbullying e pode fazer vítimas de todas as idades. Os adolescentes estão mais suscetíveis, pois passam boa parte do tempo em redes sociais, plataformas de vídeos e jogos online, aplicativos de mensagens, entre outras mídias digitais.

O cyberbullying pode acontecer de várias formas, por meio de:

  • boatos e difamação;
  • mensagens diretas com conteúdo ofensivo;
  • divulgação de imagens ou montagens para humilhar a vítima;
  • posicionamento com discurso de ódio e preconceito;
  • extorsão virtual;
  • assédio com teor sexual;
  • exclusão (rejeição/cancelamento) do meio social;
  • invasão da mídia social da vítima ou criação de perfil falso com fotos dessa pessoa.

Quais são os perigos do cyberbullying?

O cyberbullying talvez seja até mais perigoso que o bullying presencial, porque os agressores se favorecem do anonimato e dizem coisas que não teriam coragem em um contexto “cara a cara”.

Além disso, com a rápida disseminação de informações pelas mídias digitais, as humilhações podem alcançar muitos espectadores, tomando proporções absurdas.

Os impactos emocionais na vítima incluem:

  • ansiedade;
  • depressão;
  • baixa autoestima;
  • dificuldade de convívio com outras pessoas;
  • isolamento;
  • até ideação suicida, em casos mais graves.

As consequências podem ainda afetar o desempenho da vítima nos estudos e no trabalho, resultando em problemas como a síndrome do impostor.

Por que devemos nos unir contra essa prática?

Se você acredita que é vítima de cyberbullying, converse com alguém de confiança, procure ajuda — isso não é apenas uma brincadeira de mau gosto. Agora, se você tem amigos que sofrem com isso, observe alterações no comportamento, ofereça apoio e converse sobre o assunto.

Por outro lado, você pode ler este texto e pensar que também já praticou algum tipo de ofensa no meio virtual, nem que seja um comentário maldoso. Tudo bem! Não significa que você é o vilão da história, mas deu para ver que isso é coisa séria, então, é preciso evitar, ok?

Por trás das telas, existem pessoas reais, que sentem, sofrem, querem aprovação social. É preciso ter mais empatia, se colocar no lugar do outro e pensar bem antes de expor o que quer, sem pensar nas consequências.

Além disso, devemos nos unir contra a prática de cyberbullying, incentivando a consciência e o respeito. Denuncie os perfis falsos e os comportamentos agressivos. Converse com seus amigos e espalhe a consciência de que o universo virtual abre muitas possibilidades, mas aproveitar desse meio para ofender outras pessoas não deve ser uma delas.

Compartilhe essas informações em suas redes sociais e ajude a alertar seus colegas contra o cyberbullying!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0