Não sabe como funciona a transferência de faculdade? Nós explicamos!

Insatisfação com o curso, distância de casa, custo elevado e vontade de sair da zona de conforto são alguns dos motivos que fazem o aluno pensar em mudar de instituição de ensino. 

Se você está se perguntando como funciona a transferência de faculdade, é porque muito provavelmente já se deparou com esses empecilhos. Por outro lado, sabe que essa mudança precisa ser muito consciente, pois ficará registrada para sempre no seu currículo.

Além de escolher instituições de referência, é preciso estar atento ao processo de transferência para tomar uma decisão acertada. Pensando nisso, preparamos este post que explica em detalhes como funciona o procedimento. Acompanhe a leitura e planeje sua carreira!

Como é feito o pedido de transferência?

O pedido de transferência deve ser realizado junto à instituição de ensino na qual o aluno está matriculado no momento. Geralmente, o processo é feito na coordenação do curso, pois nesse departamento estão reunidos todos os dados acadêmicos do estudante. Portanto, os alunos interessados devem se informar sobre as burocracias do processo junto à secretaria dos cursos.

As transferências podem ser internas ou externas, como veremos a seguir. No entanto, em ambos os casos os documentos solicitados dependem de critérios internos de cada instituição. Na maioria das vezes, a documentação necessária inclui RG, CPF e histórico escolar e acadêmico do aluno.

Este último item contém todas as informações pertinentes para os responsáveis avaliarem o pedido de transferência: disciplinas cursadas, conteúdos programáticos, cargas horárias e notas do estudante. Algumas instituições poderão exigir uma prova de transferência para avaliar as habilidades técnicas do aluno.

Elas podem ainda delimitar o cumprimento de uma carga horária mínima ou máxima para realizar a mudança. Também é necessário haver vagas disponíveis na faculdade a que você se destina. Normalmente, as universidades divulgam novas vagas em períodos específicos ao longo do ano. Então, é preciso ficar de olho nos informes e regulamentos das instituições.

Transferência interna

As transferências internas acontecem dentro da própria instituição, quando o aluno deseja migrar de um curso para outro. Os critérios do processo podem variar conforme a universidade em questão. Algumas faculdades, por exemplo, não permitem que o estudante peça transferência entre cursos que não sejam de áreas afins.

Transferência externa

A transferência externa, também chamada de transferência voluntária, acontece quando o estudante muda de uma universidade para outra. O processo também depende de critérios estabelecidos em cada instituição. Nesse caso, o aluno interessado deverá buscar informações junto à universidade para a qual deseja se transferir.

É preciso fazer um novo vestibular?

Sim, na maioria das vezes. Por mais que isso traga ansiedade e nervosismo, é comum que as instituições exijam a realização de uma prova para atestar habilidades e conhecimentos técnicos do aluno na área a qual se destina. Poderá também ser uma prova de conhecimentos gerais.

Informe-se no departamento do curso pretendido quanto à exigência da prova e planeje-se para não perder as datas. Saiba que, em alguns casos, a nota do Enem pode ser utilizada em situações de transferência.

É possível pedir aproveitamento de disciplinas?

Normalmente, quando as grades curriculares dos cursos são semelhantes, é possível aproveitar algumas disciplinas já cursadas, eliminando matérias na nova universidade. Porém, se as áreas de conhecimento não forem afins, pode ser que o aluno não consiga fazer nenhum corte. Vale lembrar que esses critérios também poderão variar de acordo com cada instituição.

Quando solicitar a mudança?

O momento certo de solicitar a mudança é uma das principais dúvidas de quem quer saber como funciona a transferência de faculdade. Teoricamente, esse pedido poderá ser feito em qualquer momento, desde que o aluno já esteja matriculado em algum curso de graduação.

Geralmente, as informações sobre o processo de transferência estão disponibilizadas no site da instituição. Caso não as encontre, vá pessoalmente até a secretaria do curso do seu interesse para se esclarecer sobre os trâmites e exigências do procedimento.

O processo é pago ou gratuito?

Isso depende de cada instituição. Normalmente, quando há exigência de realização de prova, cobra-se um valor referente à taxa de inscrição. Também pode haver taxas referentes à realização da nova matrícula. Via de regra, desconfie se esse valor for muito exorbitante ou se não estiver claro o motivo da cobrança. Para você ter uma ideia, a quantia não costuma ultrapassar a média do que é cobrado em inscrições de vestibulares.

E para quem tem alguma bolsa ou financiamento?

Para quem é beneficiário de bolsas de estudo como o Prouni e o Fies, é preciso ter atenção com algumas regras específicas, que explicaremos a seguir.

Prouni

O Programa Universidade para Todos (Prouni) permite que estudantes de baixa renda possam ingressar em faculdades particulares. Os alunos bolsistas estão aptos a fazer a transferência. Porém, é necessário que tanto a instituição de origem quanto a de destino estejam de acordo com a troca.

Outra exigência é que a nova instituição e o curso desejado também estejam credenciados no programa, além de terem vagas disponíveis. Importante ressaltar que não é permitido fazer a transferência de bolsista parcial para integral e vice-versa.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também permite que alunos que estão financiando o curso possam pedir transferência de faculdade. Nesse caso, as regras são as seguintes: 

  • transferências internas só podem ser solicitadas uma única vez; 
  • já as transferências externas podem ser feitas uma vez a cada semestre.

O pedido deverá ser feito a partir do último mês referente ao semestre que o aluno está cursando, de modo que a troca comece a valer no período seguinte. Essa regra também se aplica em situações de trancamento de curso.

Por fim, se você está interessado em saber como funciona a transferência de faculdade, esteja ciente de que é fundamental escolher instituições de referência na área, com proposta de ensino sólida, inovadora e democrática. Afinal, mudar de curso ou de universidade não é uma decisão simples. Portanto, é preciso ter certeza de que fará uma boa troca. Assim, será mais fácil trilhar um caminho de sucesso!

Você está tomando a sua decisão de mudar de faculdade mas ainda tem algumas dúvidas? Entre em contato conosco e entenda como funciona o nosso processo de transferência!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0