Aprenda a construir uma carta de apresentação impecável!

carta de apresentação
Powered by Rock Convert

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente e, por isso, o profissional deve saber como chamar a atenção dos recrutadores. Nesse sentido, preparar-se muito bem para os processos seletivos é essencial para quem está à procura de uma oportunidade.

Uma das exigências que a empresa pode ter para o candidato é que, junto ao currículo, seja anexada uma carta de apresentação. Esse documento tem sido cada vez mais cobrado pelos recrutadores, pois pode transmitir melhor do que o currículo os diferenciais do profissional.

Quer conhecer a carta de apresentação e descobrir como fazer uma excelente? Então, continue a leitura!

O que é e para que serve uma carta de apresentação?

A carta de apresentação é um pequeno texto com o resumo das suas principais habilidades profissionais. Ela é complementar ao currículo, porém, é mais pessoal e pode transmitir melhor aos recrutadores os seus diferenciais, como sua qualidade de redação, a criatividade na abordagem e a capacidade de argumentação a respeito de seus atributos profissionais.

Com candidatos tão bem-capacitados no mercado de trabalho, pode ser que você consiga se destacar profissionalmente e conquistar o seu espaço pelo jeito que comunicou seus diferenciais, e não devido aos tópicos do seu currículo.

Assim, a carta de apresentação pode ajudar a aumentar as chances de garantir uma boa vaga de emprego ou estágio. Ela pode ser exigida pelos recrutadores no momento de enviar seu currículo ou, então, ser feita por iniciativa própria do candidato.

Além disso, nos currículos enviados digitalmente, você pode escrever um pequeno texto se apresentando no corpo do e-mail em que anexará seu currículo — esse é um meio de causar uma boa primeira impressão e mostrar resumidamente ao recrutador quem é você.

Como é a carta de apresentação?

Não existe um modelo oficial de carta de apresentação! Por isso, você pode redigir a sua como achar melhor, desde que ela seja sucinta e simples. Afinal, os empregadores lerão sua carta rapidamente: você tem pouco tempo para cativá-los com informações relevantes e bem escritas.

Em geral, as únicas características da carta que devem ser levadas ao pé da letra são:

  • respeitar o limite de 1 página — lembre-se de que o conteúdo deve ser o mais direto possível;
  • escrever na norma-padrão da Língua Portuguesa — mesmo que a empresa seja mais “para frente”, lembre-se de sempre prezar pela ortografia e gramática da norma culta;
  • optar por uma formatação mais séria — a carta deve ter um visual limpo e sóbrio; por isso, aposte em fontes tradicionais, como Arial, Times, Calibri e Garamond, tamanhos de 11 a 12, e não abuse de recursos como negrito e itálico;
  • indicar o empregador no início e assinar no final — comece endereçando a carta ao recrutador e não se esqueça de registrar seu nome e formação ao final.

Como fazer uma excelente carta de apresentação?

Agora que você já viu o que é a carta de apresentação, anote aí algumas dicas para fazer uma excelente!

Powered by Rock Convert

Evite modelos prontos

Se você pesquisar na internet, certamente encontrará dezenas de modelos prontos de cartas de apresentação. Porém, a criatividade é sempre muito bem-vinda. Escrever de um jeito genérico em cima de um modelo pode ofuscar seus diferenciais.

Comece pela estrutura

Antes de partir para a redação, prepare a estrutura do texto: um esqueleto inicial facilita a coesão das ideias. Para tanto, comece pelo endereçamento da carta no cabeçalho, por exemplo: “Ao Senhor João de Souza, Gestor de Recursos Humanos da Empresa X”.

Depois, pule uma linha e comece sua redação. Tente fazer de 2 a 4 parágrafos, seguindo mais ou menos esta organização:

  • 1º parágrafo — comente seus principais atributos profissionais e os pontos fortes do seu currículo em relação aos conhecimentos técnicos, como formação superior e domínio de idiomas;
  • 2º parágrafo — emende comentando sobre seu perfil profissional, sua formação complementar e suas soft skills, mas tome cuidado para não dar um ar de muita vaidade, hein?;
  • 3º e 4º parágrafos — por fim, utilize 1 ou 2 parágrafos para articular todas as suas características profissionais explicadas até aqui, com a vaga e a empresa, mostrando por que você se interessa pelo cargo e como pode ajudar o empregador a ter ótimos resultados.

Antes de terminar, comente sua disponibilidade para participar de uma entrevista. No fim, faça uma despedida cortês, terminando com sua assinatura.

Saiba qual é a melhor linguagem

Cada empresa tem um perfil, e você pode sondá-lo por meio das páginas institucionais, como site, blog e redes sociais. Se perceber que a organização é mais séria, acompanhe essa característica na sua redação.

Se o perfil da empresa é mais jovem e “descolado”, você pode empregar uma escrita um pouco mais leve e informal. Ainda assim, evite gírias, expressões muito coloquiais e, é claro, palavrões. Sua seriedade e profissionalismo devem estar sempre presentes!

Conquiste o leitor na primeira linha

Como já falamos, a carta de apresentação deve causar uma boa primeira impressão em uma leitura rápida. Por isso, nada melhor do que chamar a atenção do leitor já na primeira linha. Sabe aquele tópico do seu currículo do qual você realmente se orgulha? Utilize justamente seu maior diferencial logo no início da redação.

Personalize sua carta para a vaga

É muito importante mostrar ao recrutador que você escreveu a carta especificamente para aquele processo seletivo. O cuidado de personalizar o texto pode ser decisivo! Por isso, demonstre seu conhecimento sobre a empresa e a vaga, além de evitar expressões muito genéricas.

Revise muito bem o conteúdo

Por fim, revise muito bem o conteúdo. Assim como no currículo, um erro ortográfico pode ser fatal! Afinal, a competitividade é muito grande e qualquer motivo é bom para que os recrutadores descartem um candidato. Assim, leia sua carta mais de uma vez.

Como você viu, a carta de apresentação é um ótimo recurso para se destacar em processos seletivos, já que representa a oportunidade de se expressar melhor e de forma mais pessoal do que no currículo. Saber como produzir um texto de qualidade, sucinto e criativo é muito importante para quem está em busca de uma vaga.

E aí, gostou das dicas? Então, não deixe de compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Powered by Rock Convert

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0