A importância das atividades complementares na graduação

atividades complementares

Se você está fazendo uma graduação, já deve saber da necessidade de realizar também algumas atividades complementares, seguindo o mínimo de horas requisitado pela sua instituição de ensino.

Mas, afinal, por que as atividades complementares são tão importantes para a formação acadêmica? Quer saber mais sobre o assunto? Então não deixe de ler este post!

O que são atividades complementares?

As atividades complementares nada mais são do que determinadas tarefas — de caráter cultural, profissional, social, entre outros — que contribuem para desenvolver ainda mais as habilidades que o estudante adquire durante o curso. Além disso, ajudam a agregar conhecimento e aprendizado que podem ser atraentes em um currículo.

Elas são cobradas por todas as IES (Instituições de Ensino Superior), de acordo com a Lei 9.394/96. O objetivo dessa norma é fazer com que os alunos recebam o devido preparo educacional, a fim de saírem da universidade qualificados para exercerem o seu trabalho e cidadania.

Qual a importância das atividades complementares na formação superior?

Como visto, as atividades que valem horas complementares ajudam a aprimorar muitos conhecimentos obtidos em sala de aula, assim como permitem ir além do ambiente acadêmico.

Muitas delas proporcionam experiências que não são oferecidas dentro da grade curricular do aluno, mas que são úteis para o desenvolvimento profissional — principalmente na hora de elaborar um bom currículo.

desconto-universidade-cruzeiro-do-sulPowered by Rock Convert

Quais podem ser as atividades complementares?

Tendo em vista a importância das atividades complementares na graduação, chegou a hora de saber o que pode ser feito para cumprir essa obrigação. A seguir, confira algumas sugestões!

Intercâmbio

O intercâmbio é um exemplo de prática que vale horas complementares. Por exemplo, quando um aluno visita outro país com o intuito de aprender uma nova língua e faz um curso de idioma, o certificado desse estudo pode contar como um complemento à sua graduação.

Pesquisa

Projetos de pesquisa, iniciação científica ou qualquer contribuição para a ciência também podem ser usados como horas complementares. Afinal, são atividades realizadas fora de sala de aula, comprovadas e que ajudam no desenvolvimento do aluno.

Voluntariado

Práticas de voluntariado, quando recebem algum tipo de certificação, também podem ser contabilizadas como horas complementares. Nesse caso, é possível ajudar em eventos universitários, oferecer monitoria, entre outros exemplos. 

Cursos de extensão

Os cursos de extensão universitária, palestras e cursos livres são outras ótimas formas de conseguir horas complementares para a graduação, pois permitem que os alunos tenham contato com novos conteúdos ou com assuntos que aprofundam temas vistos em sala de aula.

Viu só como as atividades complementares são úteis, tanto para a sua vida acadêmica quanto pessoal e profissional? Elas permitem que você tenha contato com conteúdos que expandem o seu conhecimento, oferecem novas informações e promovem experiências construtivas. Por isso, procure eventos ou cursos de seu interesse, em sua universidade ou em outros espaços, e aproveite essa oportunidade.

Quer saber o que mais pode acrescentar às suas experiências profissionais? Então confira nosso outro post e entenda como funciona o estágio obrigatório!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
0Shares
0 0