12 maneiras de ganhar dinheiro extra ao frequentar uma universidade

Ganhar dinheiro extra pode ser a chance de muitas pessoas concluírem o curso universitário e conseguirem o sonhado diploma profissional.

Em tempos de crise financeira, tanto aqueles que trabalham para pagar o próprio curso quanto os que têm uma providencial ajuda financeira dos pais se acostumaram a colocar a mão no bolso e ver se sobrou algum dinheiro para bancar os custos acadêmicos, que vão além da mensalidade, mas são essenciais, como:

  • Lanches no intervalo;
  • Transporte;
  • Cópias de textos para ler;
  • Livros;
  • Material.

A busca então passa a ser pela renda extra. A boa notícia é que a própria faculdade também é um atraente mercado para conseguir complementar o orçamento e garantir os estudos até a formatura, enquanto você não se torna um profissional de sucesso diplomado.

Confira uma lista de 12 maneiras de complementar a renda na própria faculdade.

1. Fabricar e vender doces

Sabe aquele brigadeiro delicioso que você faz em casa, para assistir um filme com amigos ou família? Pois é, ele pode render muito dinheiro. Além do brigadeiro, que é um doce de baixo custo e fácil de fazer, existem várias opções, como mousses, bombons e beijinhos.

Essa é uma das práticas mais comuns nas faculdades brasileiras. Se você é estudante, experimente dar uma olhada ao seu redor, durante o intervalo das aulas. Certamente você verá várias pessoas vendendo docinhos, com uma vasta clientela.

2. Comercializar salgados

Uma ótima opção para ganhar dinheiro extra no ambiente universitário é a venda de salgados para os colegas. Muitas vezes as cantinas das universidades cobram valores altos pelos produtos e os estudantes acabam levando o próprio lanche. Mas sempre existem aqueles que não têm tempo de fazer em casa.

Uma boa opção, nesses casos, é preparar sanduíches frios, colocá-los num recipiente adequado e ir às salas oferecendo o produto, no intervalo das aulas. A saída desses produtos costuma ser muito grande.

3. Revender roupas

Talvez pareça loucura, afinal quem iria se interessar por comprar roupas na faculdade? Ora, se as peças forem bonitas, práticas e com bom preço, por que não?

Se você conseguir comprar peças de roupa em uma loja da sua cidade para revendê-las por um preço acessível, tem boas chances de obter uma rentabilidade razoável. Nesse caso, o ideal é juntar um grupo de amigos, antes do início da aula ou no intervalo, e fazer uma espécie de mostruário na própria sala.

Outra opção, caso não ache interessante comprar para revender, é buscar alguma loja que aceite vender em consignação. Aí também é possível conseguir uma boa negociação no preço das peças.

4. Vender maquiagem e produtos de beleza

Atualmente, existem muitas empresas de produtos de beleza às quais é possível associar-se para vender produtos, recebendo comissão sobre cada item vendido. Quem está na faculdade tem um vasto público garantido durante, pelo menos, cinco dias por semana (ou seis, para quem tem aula sábado): uma excelente oportunidade de vendas!

Formar grupos de demonstração dos produtos no intervalo, no pátio ou em qualquer área comum da faculdade também é uma boa ideia.

Outra dica é levar profissionais de maquiagem para mostrar a eficácia dos produtos. Ainda é possível pensar em fazer sorteios de itens mais baratos, mandando fazer cupons e distribuindo para os colegas.

5. Ganhar dinheiro extra com digitação

Ao longo do curso, os professores de todas as matérias incluem trabalhos avaliativos em sua distribuição de pontos. Em média, para cada matéria, é preciso entregar pelo menos dois ou três trabalhos por semestre. Contando que, na maioria dos cursos, são seis matérias por período, estamos falando de um total de 18 trabalhos semestrais para cada aluno. Muita coisa, não?

É aí que aparece uma nova oportunidade de negócios. Cada estudante vive uma realidade diferente e sempre há aqueles que não conseguem entregar tantos trabalhos. Se você tem tempo e disposição para trabalhar de madrugada (caso seja daqueles que não têm mais tempo disponível durante o dia), é possível oferecer serviços de digitação para os colegas que precisam.

Uma boa maneira de divulgar esse serviço é usar o grupo de e-mails da turma, ou o Whatsapp. Para os outros cursos, experimente utilizar o mural da faculdade ou mandar produzir alguns cartões de visita para distribuir no intervalo.

Outra dica é procurar conhecer com antecedência todas as regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que normalmente são pedidas para a entrega desses trabalhos.

6. Produzir peças de artesanato

Algumas pessoas possuem habilidades manuais diferenciadas, que têm potencial para render um bom dinheiro na faculdade, como peças de cerâmica, tricô, crochê, trabalhos com madeira e outras várias qualidades que ajudam a bancar os custos universitários.

Como se trata de produtos mais exclusivos e personalizados, nesse caso, uma boa estratégia é montar um site na internet, ou uma página no Facebook, com muitas fotos dos itens que você sabe fabricar. Não se esquecendo, claro, que a propaganda boca a boca nunca deve ser desprezada.

Não adianta nada ter uma habilidade especial se você não contar para ninguém sobre aquilo que sabe fazer, não é mesmo?

7. Prestar serviços de informática

Quem nunca teve problemas com computadores em casa, como uma impressora que trava, um monitor que apaga ou um programa que falha? Nos últimos 25 anos, computadores tornaram-se populares e muitas pessoas acabaram desenvolvendo habilidades na área de informática, até mesmo para resolver seus próprios problemas.

Se você é uma dessas pessoas, quem sabe utilizando essas competências seja possível ganhar dinheiro extra? Nesse caso, talvez você precise, de início, procurar um curso para aperfeiçoar seus conhecimentos. Hoje em dia, muitos deles são oferecidos em plataformas online, a um custo baixo e com curta duração.

8. Atuar como Dog Walker

Caso você não trabalhe ou faz um estágio de meio período apenas, é possível usar o tempo livre para ganhar dinheiro extra com uma atividade que não exige habilidades específicas.

Atualmente, quase todas as famílias possuem um cachorro de estimação que têm a necessidade de passear algumas vezes por dia. Com isso, ganhou fama a profissão de Dog Walker.

A atividade é simples: levar para passear, durante o dia, os cães daquelas pessoas que não dispõem de tempo para fazer essa atividade. É possível conduzir vários ao mesmo tempo, o que otimiza o trabalho e gera uma renda maior. Então, se você sabe de algum colega que possui um cachorro, não hesite em oferecer seus serviços.

9. Trabalhar como freelancer

Gosta de escrever ou tem habilidades com computação gráfica? Uma interessante oportunidade para ganhar dinheiro extra é trabalhar como freelancer. Atuando como profissional autônomo, você terá toda a liberdade em realizar o seu trabalho, desde que entregue as atividades no prazo pré-determinado.

Sem falar que, trabalhando para várias empresas, é possível estabelecer contatos com diversos profissionais, aumentar o networking e, quem sabe, até abrir portas para ajudar você a conseguir um emprego no futuro.

Além de atividades envolvendo redação e design, uma alternativa é atuar com tradução de textos. Se você é fluente em algum idioma, além do português, chegou a hora de colocar em prática todo o seu conhecimento. Comece procurando na Internet por empresas que contratam freelancers para esse tipo de tarefa e candidate-se. Essa é a oportunidade perfeita para se aperfeiçoar no idioma e ainda receber por isso.

10. Oferecer monitoria para alunos de períodos anteriores

Sabe aquela disciplina que você adorou cursar na faculdade? Uma possibilidade de trabalho é aproveitar todo o conhecimento adquirido na matéria e repassá-lo a outros estudantes.

O primeiro passo é entrar em contato com a sua faculdade e entender como funciona a monitoria — talvez precise ter boas notas para estar apto a ensinar uma matéria. Depois disso, comece a rever os assuntos estudados e busque ajuda dos professores para guiar você nesse início.

Outra sugestão é falar diretamente com os alunos e oferecer seus serviços de monitoria. Converse com os estudantes pelos corredores da universidade e identifique quais são suas necessidades e dificuldades nas matérias. Aproveite também para colocar nos quadros de aviso da faculdade que você está atuando como monitor.

11. Dar aulas particulares

Matemática, português, química, biologia etc. Já pensou em ajudar estudantes do ensino médio a passar no vestibular? Claro que você só vai ensinar matérias que se identificava na época do colégio — nem é recomendado forçar um conhecimento que não tem.

Pesquise quais são os assuntos mais cobrados no Enem e verifique se você é capaz de ensiná-los. Caso tenha se identificado, comece a montar um planejamento de aulas e a divulgar seu trabalho. Ir diretamente aos cursinhos pré-vestibulares ou postar em grupos nas redes sociais sobre o seu serviço são ótimas formas de começar.

12. Estabelecer disciplina

Independentemente do serviço que você esteja oferecendo — aulas particulares, revenda de roupas ou comercializar salgados —, ele deve ser realizado e tratado com seriedade. Pense nisso como um treinamento para o profissional que deseja ser no futuro: responsável, disciplinado e comprometido.

Veja esse comprometimento como condição fundamental para o seu trabalho e estabeleça critérios para organizar suas atividades. Confira algumas ideias:

Estruture seu trabalho

Utilize uma agenda e liste todos os seus compromissos, anote as datas e horários de cada atividade e crie metas para realizá-las. Fazer um cronograma permite que você realize as tarefas com calma e evite atrasos;

Elabore um planejamento financeiro

Coloque em uma planilha todo o dinheiro que você está recebendo. Fazer isso proporciona um maior controle das suas receitas e assegura o uso consciente do seu dinheiro — e quem sabe até começar uma poupança.

Divulgue seus serviços

As redes sociais são importantes plataformas para estabelecer vínculos e divulgar suas atividades. Poste textos criativos e convidativos em seu perfil e busque entrar em grupos específicos do serviço que você está oferecendo.

Identificou-se com alguma das dicas? Não perca tempo para começar a ganhar dinheiro extra. Verifique quanto de tempo livre você tem e suas habilidades para, a partir daí, estabelecer metas objetivas. Planeje suas atividades com cautela desde o início do processo para evitar atropelos no futuro e não prejudicar o seu andamento na faculdade.

Gostou das dicas? Para continuar acompanhando nossos conteúdos sobre carreira e receber outras dicas importantes, siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin.

 

Você pode gostar também de...

19 respostas

  1. Aurea Martins disse:

    Adorei o site, parabens!!

  2. Carlos disse:

    Gostei das dicas do artigo, aguardo mais dicas como estas. Para quem está começando agora, são dicas de muito valor. Parabéns!!!

  3. Mauro Sergio disse:

    Muito bom seu artigo, acompanho suas postagens e a cada nova postagem uma surpresa! Parabéns pelo post de qualidade!

  4. Gilmar disse:

    Nossa adoro este tipo de conteúdo. Vai me ajudar muito em minha jornada no mundo dos videos jogos quero que esta seja a minha profissão.

    Obrigado pela dicas!

  5. Mauro Sergio disse:

    Parabéns pelo seu artigo! Sempre trazendo post de qualidade!

  6. Thiago Silva disse:

    Legal essa materia dicas muito interessantes de como ajudar a pagar a faculdade muito bom esse site.

  1. 3 de julho de 2018

    […] nessa parte que entrarão informações como curso universitário e técnico, diplomas, especializações, cursos livres, extensões e nível de fluência em […]

  2. 7 de março de 2019

    […] precisa trabalhar para pagar as contas, se sustentar ou sustentar a família sabe que a rotina profissional ocupa […]

  3. 16 de março de 2019

    […] Quem precisa trabalhar para pagar as contas, se sustentar ou sustentar a família sabe que a rotina profissional ocupa muito tempo. Por isso, muitas pessoas acreditam que é impossível trabalhar e realizar uma graduação ao mesmo tempo. Entretanto, as dificuldades enfrentadas para conciliar trabalho e estudos ficaram no passado. […]

  4. 3 de abril de 2019

    […] precisa trabalhar para pagar as contas, se sustentar ou sustentar a família sabe que a rotina profissional ocupa […]

  5. 1 de maio de 2019

    […] Quem precisa trabalhar para pagar as contas, se sustentar ou sustentar a família sabe que a rotina profissional ocupa muito tempo. Por isso, muitas pessoas acreditam que é impossível trabalhar e realizar uma graduação ao mesmo tempo. Entretanto, as dificuldades enfrentadas para conciliar trabalho e estudos ficaram no passado. […]

  6. 1 de maio de 2019

    […] Quem precisa trabalhar para pagar as contas, se sustentar ou sustentar a família sabe que a rotina profissional ocupa muito tempo. Por isso, muitas pessoas acreditam que é impossível trabalhar e realizar uma graduação ao mesmo tempo. Entretanto, as dificuldades enfrentadas para conciliar trabalho e estudos ficaram no passado. […]

  7. 1 de maio de 2019

    […] Quem precisa trabalhar para pagar as contas, se sustentar ou sustentar a família sabe que a rotina profissional ocupa muito tempo. Por isso, muitas pessoas acreditam que é impossível trabalhar e realizar uma graduação ao mesmo tempo. Entretanto, as dificuldades enfrentadas para conciliar trabalho e estudos ficaram no passado. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *