Você sabe como funciona o estágio obrigatório? Descubra!

voce-sabe-como-funciona-o-estagio-obrigatorio-descubra.jpeg

Você provavelmente já ouviu falar de estágio obrigatório, certo? E, como o nome indica, esse tipo de atividade é considerado tão essencial para a formação de um estudante, que você não pode se recusar a fazê-lo.

Existem algumas diferenças entre o estágio curricular supervisionado obrigatórios e o não obrigatório. Entre elas, a quantidade de tempo que você precisa se dedicar à função, a possibilidade de receber ou não a bolsa-auxílio e, claro, o fato de ser ou não uma exigência curricular.

Para cumprir o estágio curricular supervisionado obrigatório, além de estar matriculado em uma faculdade, é necessário ter um professor supervisor das tarefas, um profissional que já atue na função para se responsabilizar pelo registro de suas atividades durante o tempo de estágio, e que você, como estagiário, cumpra o tempo mínimo estipulado pela lei.

Para o estágio não obrigatório, não há tempo mínimo de cumprimento da função. Também não é necessário ter um professor como supervisor, no entanto, é preciso que o local de realização das atividades tenha alguma relação com o que você está estudando.

A seguir, falaremos mais sobre lei do estágio e sanaremos suas dúvidas sobre o assunto!

É possível receber bolsa-auxílio durante o estágio curricular supervisionado obrigatório?

Sim. Mas, no caso do estágio obrigatório, a bolsa, assim como a concessão de vale-transporte, é optativa, ao contrário dos estágios não obrigatórios, nos quais a concessão de bolsa e de auxílio-transporte é compulsória.

O que é a lei do estágio?

A lei do estágio foi estabelecida para determinar todos os aspectos da relação entre o estagiário e a empresa contratante. Ela surgiu da necessidade de dispor sobre os direitos e deveres tanto do estagiário, como daquele que concede o estágio. Isso porque a CLT não atendia, de modo suficiente, a questão.

Como a lei do estágio protege o estagiário?

Como dissemos no item anterior, ela determina os direitos e deveres das partes interessadas na realização do estágio. A legislação específica dispõe, por exemplo, que o aluno em estágio obrigatório só pode realizar até 220 horas de atividades e que elas devem ser supervisionadas por um professor da universidade.

A lei do estágio também estabelece a contratação de seguro contra acidentes pessoais para o estudante. No caso do estágio obrigatório, ela é de responsabilidade do aluno, mas a universidade pode contratá-lo. A lei do estágio também compreende as obrigações da instituição de ensino e a forma de fiscalização do vínculo entre o estagiário e a parte concedente.

Qual a vantagem do estágio obrigatório?

A maior vantagem é a possibilidade de desenvolver atividades que levem o estudante a conhecer, com mais propriedade, a rotina da profissão em que está se formando. A universidade se responsabiliza pelo conhecimento teórico dos alunos, e o estágio vem complementar a parte prática da formação.

Além disso, é uma forma de começar a construir contatos com profissionais da área e, quem sabe, ter mais chances de conseguir o primeiro emprego, ao concluir o curso universitário.

Conseguiu perceber a importância do estágio obrigatório? Ele pode ser a sua chance de entrar no mercado de trabalho com algum conhecimento prático.

Quer continuar acompanhando nossos posts? Então, você pode seguir a Cruzeiro do Sul Educacional no Facebook, no Instagram, no Twitter, no LinkedIn e no YouTube!

Você pode gostar também de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *