Finanças pessoais: 5 dicas para se organizar e investir em você

financas-pessoais-5-dicas-para-se-organizar-e-investir-em-voce.jpeg

Ter uma grana para pagar as contas fixas do mês é algo bom e necessário. Afinal, temos que prover nossa alimentação, vestuário e condições de moradia, por exemplo. Mas tudo fica mais interessante quando você tem um dinheiro para investir em si mesmo. E é aí que entra a necessidade de cuidar das finanças pessoais.

Com um bom planejamento dos gastos e definindo prioridades vai ser mais fácil sobrar uma grana para projetos pessoais. E ainda ter a sensação de que o dinheiro está rendendo e sendo bem aplicado.

Mas como fazer isso? Acompanhe este texto e confira 5 dicas para organizar suas finanças. Conheça as melhores práticas sem precisar “passar aperto”!

1. Faça uma planilha de gastos

Grande parte do dinheiro que recebe vai embora e você nem sabe como? Assim fica difícil se planejar e investir em você. Então, elabore uma planilha de gastos diários para identificar em que está sendo consumido o seu dinheiro.

Coloque tudo, desde as contas fixas e até mesmo aquele chocolate que você compra eventualmente no mercado. Depois, periodicamente, reveja em que tem gastado mais. Assim vai ficar mais fácil fazer possíveis cortes e aplicar o dinheiro naquilo que interessa a você.

2. Defina prioridades

Às vezes, mesmo sabendo identificar com o que a gente gasta, fica complicado definir prioridades. É melhor investir em livros ou comprar roupas? Devo fazer aquela viagem ou fazer um curso de idiomas?

Essas perguntas devem ser feitas. Utilize o critério de maior e melhor retorno para demarcar as suas questões. Geralmente coisas materiais podem ficar em segundo plano, enquanto investir em educação e qualidade de vida pode ser mais prioritário.

3. Poupe dinheiro e tenha as finanças pessoais sob controle

Não tem como fazer novos gastos se não poupar. É com um dinheiro reservado que você poderá realizar aquele projeto pessoal que há muito tempo está no papel.

Para isso, reserve uma margem de poupança. Por exemplo, coloque como meta separar de 20% a 30% de tudo que você recebe. Guarde essa quantia para um projeto futuro.

4. Pague as dívidas

Como vou investir em mim se tenho tantas dívidas para pagar? Quitando essas pendências primeiro! A necessidade de buscar o melhor para a gente faz com que nos esqueçamos de compromissos realizados anteriormente. Mas para dar um passo à frente é preciso se livrar das amarras do passado.

Sendo assim, pague todas as suas dívidas. Coloque um prazo para quitar esses valores. Vale muito a pena renegociar com o credor, pois, geralmente os descontos são muito bons para quem quer deixar de ser endividado.

5. Evite o crédito fácil

No mercado há muitas opções de crédito. É um dinheiro extra para dar o primeiro passo para investir em si mesmo. Mas, é preciso tomar cuidado: alguns créditos são caros e podem comprometer a sua vida financeira.

Por exemplo, evite pedir cheque especial. Esse tipo de empréstimo possui altas taxas de juros que podem contribuir para contrair uma dívida. Tenha em mente que dinheiro fácil custa caro.

Essas foram algumas dicas para você se dar bem com as finanças pessoais. Além de seguir esses passos, quando entrar na faculdade você pode encontrar formas de ganhar um dinheiro extra. Revender roupas, maquiagens ou doces são algumas opções para continuar estudando e ter um lucro mensal.

Gostou dessas sugestões? Fique por dentro de outros assuntos seguindo nossos perfis no FacebookTwitterLinkedin e Instagram!

Você pode gostar também de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *